A Corda completa 24 anos ‘convocando’ foliões para terça de Carnaval em Olinda

193

Irreverência e alegria marcaram o passagem do bloco anárquico A Corda, que neste ano comemora 24 anos fazendo a festa nas primeiras horas da manhã da terça-feira (13) de Carnaval pelas ladeiras de Olinda. A ideia é não deixar ninguém dormindo para poder aproveitar o último dia de folia.

Pontualmente às 7h da manhã, um grupo modesto, formado por cerca de 20 pessoas, seguiu entrando pelas casas de moradores e turistas do sítio histórico acordando o pessoal. “Fazemos um trabalho de utilidade pública, já que entendemos que ninguém deve perder tempo dormindo durante o carnaval”, brinca a diretora de cerimonial, Geisa Lima, que há 10 anos faz parte do bloco.

Desde a formação original, Cheres Costa revela que tudo faz parte de uma grande brincadeira. “Desde o princípio, o bloco foi uma grande brincadeira entre mim e meus amigos Silas Ribeiro, Marcelo Laranjeiras e Cláudio Baiu. Não queríamos perder um minuto da folia”, lembra Costa.

Para a técnica de enfermagem Alexsandra Guedes, que há seis anos não perde por nada sair no bloco acordando o pessoal, a satisfação é imensa. “Não é fácil depois de um dia inteiro de farra, acordar cedo pra acordar o povo, mas apesar de praticamente não ter dormido de ontem pra hoje, poder aproveitar cada instante dessa alegria, não tem preço”, conta.

Se para quem faz parte da turma que acorda o povo é bom, a sensação de ser acordado e ainda maior. “ agora é continuar a brincar o carnaval”, revela o comerciante Tabira Marques, de 64 anos, um dos muitos acordados pela turma do A Corda, que fechou essa edição com mais de cem seguidores pelas ruas do sítio histórico da cidade alta.

Deixe seu Comentário!

Anuncie