Ambulantes e prefeitura se reúnem no MPPE, em Caruaru

53

Os ambulantes de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, continuam insatisfeitos com a falta de movimento nos locais para os quais foram transferidos dentro do projeto Comércio na Praça. Uma reunião foi realizada nessa quinta-feira (14) no Ministério Público de Pernambuco (MPPE), com a participação da categoria, de representantes da prefeitura e da promotora Gilka Miranda.

De acordo com os ambulantes, as vendas caíram tanto que alguns estão até passando fome. “A dra. Gilka Miranda deu um prazo de 10 dias para a gente ficar no ponto que foi designado pela gestão da atual prefeita, só que durante os 10 dias que passamos, nós não tivemos êxito nenhum”, lamentou o ambulante Renaldo Ferreira.

Segundo o secretário de Serviços Públicos, Ytalo Farias, algumas ações estão sendo tomadas pela gestão para aumentar o fluxo de pessoas no local, como wifi gratuito e articulação com o Sebrae para oferecer cursos e fomentar o empreendedorismo. “A prefeitura tem trabalhado em cima de uma lista de ações, são cerca de dez ações para fomentar o comércio no local, atraindo a população para aqueles espaços”, explicou.

A promotora está acompanhando a situação e deverá fazer uma visita aos pontos. “A gente vai trazer esse resultado de prefeitura e representantes dos ambulantes, para que possa apontar soluções, principalmente no que diz respeito ao fluxo de pessoas no local”, disse Gilka Miranda. Uma outra reunião será realizada na terça-feira (19), às 10h, na sede da prefeitura, para discutir a situação.

Deixe seu Comentário!

Assine agora mesmo nosso grupo no WhatsApp e seja o primeiro e saber de tudo!

ASSINAR GRUPO VIP GRÁTIS
Anuncie