Ambulantes realizam novo protesto no Centro do Recife

108

Ambulantes realizam um novo protesto na manhã desta quinta-feira (5), na rua Direita, no bairro de São José, na área Central do Recife Segurando cartazes, os trabalhadores são contra a apreensão dos produtos que eles comercializam e contam que estão sendo proibidos de trabalhar na área.

Este é o terceiro ato consecutivo realizado pelos camelôs, o que vem gerando um clima de tensão entre a Prefeitura do Recife, lojistas e trabalhadores informais. Eles tentam pressionar a administração municipal a negociar a volta de todos os ambulantes e um recadastramento. Nos dois últimos dias, tumultos na área levaram ao esvaziamento de clientes na rua, fechamento do trecho por gradis e sensação geral de insegurança de quem circula pelo bairro.

Na última terça-feira (3), eles bloquearam a rua Direita e parte da rua Nova após terem sidos retirados à força do local. Na última quarta (4), o ato foi realizado na avenida Dantas Barreto. Os manifestantes atearam fogo em pneus e fecharam um trecho da via, no cruzamento com a avenida Nossa Senhora do Carmo. A Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) foi encaminhada ao local.

A Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano do Recife (Semoc) informou que não há agenda de negociação com os camelôs da rua Direita para os próximos dias. A pasta destacou que a atuação na via faz parte do trabalho para melhorar o ordenamento do comércio informal do Recife.

A Semoc informou ainda que os ambulantes não cadastrados foram notificados sobre a impossibilidade de permanecer na área e que cerca de 130 têm autorização de venda. Os comerciantes cadastrados vão permanecer nas ruas até setem abrigados no Centro Comercial do Cais de Santa Rita, que está em obras e vai ter duas etapas inauguradas ainda este ano.

Deixe seu Comentário!