Após mortes em deslizamento de barreira, Camaragibe decreta situação de emergência

204

A Prefeitura de Camaragibe, no Grande Recife, decretou situação de emergência devido às fortes chuvas que caíram na região na quinta-feira (13). Uma barreira deslizou, deixando cinco mortos e dois desaparecidos. No Grande Recife, houve ainda outras duas mortes provocadas pelas chuvas.

A decisão foi tomada após reunião entre o procurador de Camaragibe, Daniel Meira, a Defesa Civil do município e a Coordenadoria de Defesa Civil do Estado de Pernambuco (Codecipe). Após o encontro, o prefeito Demóstenes Meira assinou o decreto, que já está em vigor.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o prefeito afirma convocou todos os secretários para “ajudar a população que está nas áreas de risco”. Após a tragédia, 14 famílias já foram retiradas das suas casas, devido ao risco de novos deslizamentos.

De acordo com a Cíntia Silva, engenheira da Defesa Civil do município, essas pessoas foram para a casa de parentes.

Ainda de acordo com ela, o município tem um prazo de 180 dias para executar obras de emergência, como construção de muros, contenção de encostas, melhoria dos acessos e obras de drenagem.

“Vamos levantar as áreas onde ocorreram deslizamentos de barreira, demolições e desabamentos de casas ou acessos. Com o decreto, podemos contratar sem burocracia para a realização de obras emergenciais. Temos um prazo de 180 dias para dar uma resposta ao desastre e minimizar os riscos”, afirmou.

O levantamento será feito pela Defesa Civil, em conjunto com as secretarias de Camaragibe.

Como aconteceram as mortes
Por volta das 11h da quinta (13), uma barreira caiu na Segunda Travessa Bom Jesus, em Camaragibe, sobre casas, que ficaram totalmente destruídas. De acordo com a prefeitura, uma delas estava em fase de construção e outras duas moradias ficaram danificadas.

Uma mulher foi resgatada com vida na quinta (13). Larissa Lafayete Ribeiro, de 20 anos, foi levada para o Hospital da Restauração, no bairro do Derby, no Centro do Recife. Segundo a unidade de saúde, a paciente tem quadro clínico estável e passou por cirurgias no fêmur e no quadril. O marido dela, Edvaldo Ferreira, de 23 anos, foi encontrado sem vida durante a tarde.

Durante a madrugada desta sexta (14), os bombeiros também retiraram os corpos de uma mulher de 30 anos e de dois filhos dela: uma criança de 3 anos e um bebê de 11 meses. A mãe, segundo a Defesa Civil, foi encontrada abraçada com o bebê.

Pela manhã, o corpo de outro filho dela, um garoto de 8 anos, foi encontrado. Um adolescente de 13 anos e uma criança de 6 anos, também filhos da mulher encontrada morta, estão desaparecidos, segundo a corporação.

Veja quem são os mortos
Edvaldo Ferreira da Silva Filho, de 23 anos
Edilene da Conceição, de 30 anos
Cauã Ricardo da Silva, de 8 anos
Bebê de 11 meses de nome não divulgado
Criança de 3 anos de nome não divulgado
Veja quem está desaparecido

Ítalo Wengel de Souza, de 13 anos
Lucas Ricardo da Silva, de 6 anos

Deixe seu Comentário!

Assine agora mesmo nosso grupo no WhatsApp e seja o primeiro e saber de tudo!

ASSINAR GRUPO VIP GRÁTIS
Anuncie