Após quase 6 anos do assassinato de dois irmãos em Petrolina, acusado vai a júri popular

69

Após quase seis anos do assassinato dos irmãos Carmélio Cavalcanti e Claudenor José no bairro Antônio Cassimiro, o acusado do crime foi a júri popular na manhã desta quarta-feira (27) em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Allysson Soares Pimenta foi ouvido pela juíza diante de uma platéia restrita e foi condenado a 28 anos de prisão.

Parentes do réu e dos dois irmãos assassinados acompanharam o júri popular. Allysson Pimenta confirmou, em depoimento, que chegou armado na casa de Carmélio no Antônio Cassimiro 2. Ele disse que estava bêbado e que reagiu a uma agressão verbal. Depois efetuou vários disparos que mataram os dois irmãos.

O duplo homicídio aconteceu no dia 16 de agosto de 2013. Depois de atirar nos irmãos, Alysson fugiu em um veículo preto. Ele passou um tempo em Londres, na Inglaterra, e foi preso em outubro de 2015 pela Interpol. O suspeito estava detido em Alagoas, Maceió. Neste mês foi transferido para Petrolina.

Carmélio Cavalcanti, de 24 anos, deixou um filho pequeno e a mulher grávida na época. Claudenor José, de 34 anos, também deixou um filho pequeno.

Deixe seu Comentário!

Assine agora mesmo nosso grupo no WhatsApp e seja o primeiro e saber de tudo!

ASSINAR GRUPO VIP GRÁTIS
Anuncie