Após saída do Brasil da Copa, brigas e arrastão ocorrem no entorno do Bairro do Recife

2688

Após a eliminação do Brasil na Copa da Rússia nesta sexta-feira (6), a Folha de Pernambuco flagrou brigas e arrastão no Bairro do Recife, onde milhares de torcedores assistiram à partida. Por volta das 19h, uma briga acabou deixando dois feridos na Rua Madre de Deus, em frente aos Correios. A Polícia Militar interveio na confusão.

Mais cedo, a Folha de Pernambuco flagrou um grupo de rapazes correndo e praticando assaltos nas proximidades do Bairro do Recife. Sem policiamento, o arrastão aconteceu na Ponte Buarque de Macedo, no bairro de Santo Antônio, próximo ao Palácio Campo das Princesa, sede do Governo de Pernambuco.

Durante o percurso realizado pela reportagem foram vistos policiais da cavalaria monitorando as ruas que dão acesso à Arena Brahma Nº 1, no Cais da Alfândega, onde acontece o show do sambista Xande de Pilares. No entanto, ao contrário do que se vê no Bairro do Recife, as localidades que rodeiam a área central da cidade transmitem clima de insegurança.

Em um primeiro momento foi visto um rapaz correndo com uma carteira na mão e logo em depois um grupo de jovens correndo em seguida. Após a correria, pessoas começaram a gritar dizendo que era arrastão.

Em outro ponto da cidade, também foi visto bastante agitação entre os torcedores. Na Ponte Duarte Coelho, que liga as Avenidas Conde da Boa Vista e Guararapes, foram registradas diversas brigas. A Polícia Militar tentava controlar o tumulto, mas, até as 17h30, segundo o comandante da Companhia Independente de Apoio ao Turista (Ciatur), Major Fred Saraiva, ninguém tinha sido preso.

“Não chegou nenhuma informação de arrastão. A operação no Bairro do Recife está tranquila. Aparentemente, as pessoas estão conformadas e a festa continua. O pessoal tá aproveitando o show”, comentou, logo após o fim da partida, o major, que informou ainda que, durante os jogos da seleção brasileira 509 policiais divididos entre Cavalaria, Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam), Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRp) e a pé.

Deixe seu Comentário!