Babá morta em acidente provocado por motorista bêbado em PE estava grávida

86

Um acidente grave provocado por um motorista embriagado deixou três mortos e dois feridos em estado grave na noite deste domingo (26), na Zona Norte de Recife, Pernambuco. Uma das vítimas fatais, a babá Roseane Maria de Brito Souza, 23 anos, havia descoberto recentemente que estava grávida do segundo filho.

Por volta das 19h20, o Toyota SUV com cinco ocupantes foi atingido por um Ford Fusion que avançou o sinal vermelho em alta velocidade. Roseane, que trabalhava como folguista de 15 em 15 dias para a familia com quem dividia o carro, não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local. A advogada Maria Emília Guimarães da Mota Silveira, que contratava os serviços da babá, também morreu no local. O filho de Maria Emília, Miguel, de três anos, faleceu na tarde desta segunda-feira (27).

De acordo com a Polícia Civil, o condutor do Fusion, João Victor Ribeiro de Oliveira Leal, 25 anos, sofreu ferimentos leves e chegou a ser levado para uma Unidade de Pronto de Atendimento (UPA). No local, foi realizado um teste de alcoolemia e constatou-se um valor de 1,03 ml/l, mais de três vezes acima do permitido. João Victor foi autuado em flagrante por duplo homicídio e três lesões gravíssimas e teve a prisão preventiva decretada em audiência de custódia.

Matheus Marcos, tio de Roseane, lamentou a “irresponsabilidade” do motorista, a quem chamou de “bandido”. “A pessoa sai para trabalhar e acontece isso”, afirmou ao UOL. Matheus diz esperar que o responsável pela morte da sobrinha pague pelo crime que cometeu. “Nossa Justiça infelizmente não é clara, e o bandido faz o que quer. É revoltante tirar a vida de três pessoas e um dia poder estar solto para fazer isso de novo”, lamentou.

Os outros dois ocupantes do veículo, o advogado Miguel Arruda da Motta Silveira Filho e Marcela, de cinco anos, outra filha do casal, estão internados em estado grave no Hospital Santa Joana, em Recife.

Roseane deixou uma filha de três anos, Valentina Beatriz. A jovem de 23 anos foi sepultada ainda na tarde desta segunda-feira em Aliança, sua cidade natal, a cerca de 80 km de Recife.

“Família dizimada”

Parentes e amigos usaram as redes sociais para homenagear as vítimas do acidente e prestar homenagens. Um colega do casal de advogados chegou a escrever que a “família foi dizimada por um bêbado ao volante”.

Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Pernambuco lamentou o acidente e protestou: “é mais do que chegada a hora de refletir sobre as sanções penais aplicáveis às situações nas quais o(a) condutor(a) do veículo automotor assume o risco elevado de ceifar vidas humanas”.

O Hospital Santa Joana, a pedido da família, não deu informações sobre o quadro de saúde de Miguel Arruda da Motta Silveira Filho e da menina de cinco anos.

Sobre Miguel Arruda Silveira Motta Neto, 3 anos, que morreu nesta tarde, o hospital informou que o menino foi internado na unidade de terapia intensiva pediátrica na noite de domingo em estado grave, instável e em coma decorrente de trauma craniano grave. O menino foi submetido de imediato a procedimento neurocirúrgico, além de medidas clínicas para estabilização do quadro, mas permaneceu em estado gravíssimo durante todo o período de internamento e morreu às 14h50 desta segunda-feira.