Com diversas irregularidades, abrigo é interditado em Abreu e Lima

111

Paredes infiltradas, remédios e alimentos vencidos. Essas foram algumas das denúncias recebidas pela Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do estado sobre a situação do abrigo de idosos, Lar Nossa Senhora da Conceição, em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife (RMR). A casa, que acolhia 47 idosos, foi interditada na manhã desta quinta (23).

Uma inspeção foi realizada por meio de uma parceria entre a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, o Ministério Público de Pernambuco, o Centro Integrado de Atenção e Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa (CIAPPI), a Vigilância Sanitária, Creas e o Cras do município.

Graves denúncias como a ausência de médicos especialistas e técnicos de enfermagem para realizar o acompanhamento da saúde dos idosos, camas velhas e a presença de animais silvestres no ambiente também foram recebidas, motivando o fechamento da casa.

Segundo Sandra Jucá, coordenadora do Centro Integrado de Atenção e Prevenção à Violência Contra Pessoa Idosa (Ciappi), o abrigo não tem condições mínimas para acolher os idosos e terá seu fechamento decretado. “Deu-se um prazo de dez dias para retirar os idosos que tem família e um prazo de sessenta dias para os idosos que não tem família”, explicou.

Após os 70 dias estabelecidos, os idosos que não têm família serão encaminhados para outras instituições.

Deixe seu Comentário!

Anuncie