Combustível começa a chegar nos postos do Recife; saiba onde abastecer

41

Postos de combustível do Grande Recife registram longas filas na manhã desta segunda-feira (28), no oitavo dia de protesto dos caminhoneiros contra o aumento do preço do diesel. No entanto, a quantidade de postos que oferece gasolina, álcool e diesel para a população aumentou. A média dos preços da gasolina é de R$ 4,99.

O Governo de Pernambuco informou que, desde esta madrugada, 30 caminhões saíram, escoltados pela Polícia Militar de Pernambuco, do Porto de Suape. Ainda não há um balanço oficial divulgado pelo Sindicato dos Combustíveis de Pernambuco sobre os postos que comercializam combustível para a população.

Leitores informaram que há combustível no Posto Shell, nas imediações da UPA da Caxangá; no Posto Romaguera, na avenida Visconde de Suassuna, no bairro de Santo Amaro; na Abdias de Carvalho; na PE-22, em Paulista; no Posto Federal, em Abreu e Lima; no Posto Império, em Areias; e no Dislub, no Janga.

No entanto, a rede PetroMega se posicionou, oficialmente, e informou que seis unidades estão abastecidas. Confira abaixo:

Imbiribeira
Avenida Mascarenhas de Moraes, 1022, em frente à loja Grilo

Bairro do Recife
Avenida Cais do Apolo, 790, em frente à Prefeitura do Recife

Jardim São Paulo
BR-101 Sul, km 71,9 – após o Ceasa, primeiro posto Shell do lado direito, no sentido Maceió

Parnamirim
Rua João Tude de Melo, 91, ao lado do Guaiamum Gigante

Afogados
Estrada dos Remédios, 879, em frente ao Bar Caboclinho

Boa Viagem
Avenida Professor João Medeiros, 223, na saída do Shopping Recife, em gente ao Papa Capim

Cais do Apolo
Na manhã desta segunda-feira (28), condutores de carros e motos formaram uma longa fila para tentar abastecer os tanques no posto Ipiranga que fica em frente à Prefeitura do Recife, no Cais do Apolo, área central da cidade. Um caminhão escoltado levou 17 mil litros de combustível ao local, mas segundo a gerente, o volume não é suficiente para chegar às 14h.

Governo
Já saíram do Porto de Suape, desde a sexta-feira (25), 700 mil litros de combustível destinados a vários postos de gasolina em Pernambuco. “Nós estamos vendo que as pessoas estão muito apreensivas, mas fazemos um apelo para que elas se acalmem. O governo está tomando as medidas necessárias e em torno de cinco dias poderemos ter 70% dos postos reabastecidos. A prioridade agora é saúde, segurança”, declarou o diretor-presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Pernambuco (Sindicombustíveis PE), Alfredo Pinheiros Ramos, durante reunião no Palácio do Campo das Princesas neste domingo (27).

Ele afirmou que o abastecimento dos veículos tem sido feito através dos comboios de caminhões tanques que têm sido escoltados pela Polícia Militar (PM). Os caminhões estão saindo em comboios de dez em dez e, caso esse ritmo seja mantido, a população poderá sentir o efeito da normalização dentro de quatro a cinco dias.

E reconheceu que o insumo que tem saído de Suape ainda é pouco se comparado ao 260 milhões de litros de combustíveis (gasolina, etanol e diesel) que os pernambucanos consomem por mês, mas lembra que a prioridade, no momento, é para o serviços essenciais e urgentes à população.

“Tem trabalhadores de postos que estão com medo de sua integridade física porque tem pessoas ameaçando, querendo partir para violência”, disparou. Sobre o preço da gasolina, Alfredo disse que não há como prever, mas que o Sindicombustíveis irá trabalhar contra os valores abusivos.