Comitiva visita Noronha e dá início a ações emergenciais para atenuar problemas após chuva

364

Para atenuar os problemas e transtornos causados pelas chuvas em Fernando de Noronha, foram iniciadas ações de emergência nesta terça-feira (30). A secretária estadual de infraestrutura, Fernanda Batista, e o presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, visitaram a ilha.

Eles participaram de uma reunião de planejamento dos trabalhos de melhoria da infraestrutura realizada no Palácio São Miguel. O encontro contou também com a presença do administrador da ilha, Guilherme Rocha; do presidente do Conselho Distrital, Milton Luna; e de técnicos de diversos órgãos.

Depois de traçar as prioridades, o grupo visitou as áreas atingidas pela chuva. A comitiva esteve na Estação de Tratamento de Esgoto do Cachorro, na Vila da Vacaria, e na Estrada da Quixaba, que dá acesso ao Sancho e foi fechada por moradores em protesto.

Esses locais têm problemas de drenagem, erosão, lama, buracos e esgoto estourado, além de abastecimento de água deficitário.

Segundo a Compesa, projetos de saneamento e ampliação de distribuição de água na ilha estão orçados em R$ 42 milhões. Os recursos para as obras não estão garantidos, mas a companhia espera consegui-los junto ao governo federal.

“O sistema de saneamento no Brasil é concentrado na União. Nós apresentamos os projetos para captação junto ao FGTS [Fundo de Garantia por Tempo de Serviço], ou seja, tomando empréstimo. A secretária de infraestrutura vai a Brasília tentar viabilizar esses recursos importantes para a ilha”, declara Roberto Tavares.

Como ação imediata, a Compesa anuncia a ampliação da equipe em Fernando de Noronha. “Na próxima semana, chegam mais 14 profissionais para atuar no saneamento e na prevenção”, diz Fernanda Batista.

A secretária tem encontro marcado com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e espera conseguir a liberação de recursos. “O objetivo é tornar a ilha 100% saneada. Noronha é um polo turístico, mas tem como prioridade a sustentabilidade ambiental”, afirma.

Segundo a Secretaria de Infraestrutura, serão enviados à ilha equipamentos e suporte técnico para ações emergenciais de manutenção das ruas. Além dos trabalhos de médio prazo, alguns serviços são realizados nesta primeira semana de maio.

“Nós vamos colocar em prática um projeto de impermeabilização do solo em algumas vias de acesso a partir de quarta-feira (1º). Temos novas máquinas na ilha para ajudar a desobstruir as vias de acesso”, conta Guilherme Rocha.

O presidente da Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab), Bruno Lisboa, chega à ilha na quarta-feira (1º) para ajudar nas ações de melhoria da infraestrutura.

Deixe seu Comentário!

Assine agora mesmo nosso grupo no WhatsApp e seja o primeiro e saber de tudo!

ASSINAR GRUPO VIP GRÁTIS
Anuncie