Comunidade pede retomada de obra em quadra poliesportiva no Ibura

36

A revitalização da quadra poliesportiva da escola estadual Prof. Marcos de Barros Freire, que fica no bairro do Ibura, Zona Sul do Recife, está parada há cerca de três meses e seu reinício, previsto para esta semana, já foi adiado. A obra, avaliada em R$ 453 mil e custeada pelo Estado, teve início em maio do ano passado, com previsão de ser concluída em janeiro deste ano. Mas o espaço continua abandonado. A vegetação cresceu no entorno. Sujeira e lixo estão acumulados e não há iluminação à noite no local, porque os refletores foram retirados e nenhum poste de luz foi colocado no lugar.

O projeto prevê a revitalização do espaço e a construção de uma cobertura para a quadra. Até agora, porém, somente os alicerces foram feitos. Segundo o presidente da associação de moradores do bairro, Ubiratan de Barros, as obras pararam por falta de verba. “Mês passado, a Secretaria de Educação garantiu que as obras seriam retomadas em uma semana”, disse Barros. “Pintaram a estrutura de metal, trabalharam uma semana e depois foram embora. Infelizmente, a obra está parada, e os alunos precisam de um espaço para fazer atividades físicas”, afirmou.

Sem um local apropriado para as aulas de educação física, os estudantes são obrigados a andar até outras quadras no bairro ou a improvisar atividades na própria escola. “Antes, os alunos não tinham do que reclamar. Mesmo que não fosse perfeito, a gente conseguia dar aula na quadra. Agora não tem jeito, as obras estão todas paradas, o matagal desse jeito”, reclamou o professor de educação física da escola, Geraldo Melo. “Eu estou tentando conseguir outras quadras, mas os alunos têm que ir a pé.”

A quadra não é utilizada somente pelos alunos. Moradores das redondezas também realizavam campeonatos ou jogavam futebol à noite ou nos finais de semana no local. Em alguns torneios, até times de fora do Estado participavam. A moradora Asanias Batista, 62, tinha uma escolinha de futebol do bairro e usava a quadra, mas teve que fechar. “Eu tinha quase 150 alunos na minha escolinha. Os pais traziam as crianças, todo mundo gostava, era difícil faltar alguém, mas as obras começaram e deixaram a quadra desse jeito”, disse ela. A turma está esperando a reinauguração, mas é um descaso total”, disse Asanias.

O estudante Marcos da Silva, 16, também lembra quando jogava todos os dias no local. “Não tinha hora ou tempo ruim para usar a quadra, eu participava de todo campeonato. Agora, a gente não consegue jogar aqui de jeito nenhum, nem iluminação tem mais”, diz ele.

A Secretaria de Educação de Pernambuco, comunicou, em nota, que a obra da quadra da Escola Professor Marcos de Barros Freire seria retomada no dia 25 de junho, mas, passada a data, na última segunda-feira, informou um novo prazo: 5 de julho. A conclusão dos trabalhos está prevista para o final do mesmo mês.