Corredores exclusivos para ônibus ganham fiscalização eletrônica

39

A fiscalização eletrônica da Faixa Azul da Estrada dos Remédios, e no corredor Leste-Oeste do BRT da avenida Caxangá, começa a operar a partir desta segunda-feira (6). A implementação seria iniciada no mês passado, mas a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) alegou que a empresa responsável pela operação do serviço precisou realizar ajustes técnicos dos equipamentos.

Apesar de os corredores exclusivos, tanto na Estrada dos Remédios quanto na Caxangá, possuírem sinalização vertical e horizontal, indicando a proibição de acesso por outros veículos, no cotidiano essa medida tem sido desrespeitada com frequência.

“Aqui na Caxangá é até mais tranquilo essa questão dos carros invadirem o corredor exclusivo. O problema é quando o BRT vai chegando no Derby. Por conta dos carros, eles demoram até para pararem nas estações”, diz a estudante Iara Raque, 22 anos.

“A faixa exclusiva tem que ser realmente exclusiva para ônibus e BRT. Em outros estados, como o Rio de Janeiro, o corredor tem até mureta para dificultar o acesso dos carros”, completou a engenheira ambiental Paula Marinho, 42.

Com o respeito a prioridade de circulação do transporte público, há uma redução no tempo de viagem dos passageiros de ônibus. Esse é o principal objetivo da CTT ao implantar o sistema de fiscalização eletrônica nestes trechos.

Na Estrada dos Remédios, foram instalados 12 equipamentos de fiscalização eletrônica ao longo dos 3,6 km de extensão da Faixa Azul, que desde a sua implantação em 2017, atende a de 16 linhas de ônibus, transportando cerca de 62 mil pessoas por dia. A fiscalização vai acontecer de acordo com o funcionamento da Faixa Azul, de segunda à sexta-feira, das 6h às 22h.

Os equipamentos estarão conectados entre si e apenas os condutores que forem flagrados por duas ou mais câmeras serão notificados. A medida tem o intuito de que, ao acessar lotes ou convergir à direita, os veículos não sejam autuados. A sinalização horizontal vai mostrar aos condutores, quando a linha for pontilhada, que é possível acessar a faixa.

Já a avenida Caxangá receberá quatro equipamentos eletrônicos de fiscalização, localizados ao longo do Corredor Leste-Oeste, que reforçarão a coibição de infrações. Os condutores que forem flagrados pelos equipamentos estarão passíveis de multa gravíssima, no valor de R$ 293,47 e 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Deixe seu Comentário!