Crime de feminicídio é impedido em Boa Viagem

40

Equipe da Delegacia de Boa Viagem, coordenados pela delegada Beatriz Leite, conseguiu evitar que uma mulher, de 38 anos, fosse agredida – ou possivelmente morta – pelo marido, no ultimo sábado (19). A vítima, que trabalha em um salão de beleza no bairro de Boa Viagem, zona Sul recifense, procurou a delegacia depois de receber um telefonema da sogra avisando que o marido havia saído de casa, armado, com intuito de matá-la.

Após a denúncia, a equipe de policiais foram buscar os dois filhos na casa onde a vítima mora com o companheiro, no bairro da Várzea, porém, Wandelon José Araújo não se encontrava no local. Na saída, a equipe cruzou com homem e entrou em contato com o GATI da Polícia Militar de Pernambuco, que efetuou a prisão em flagrante. Porém, a arma não foi localizada.

Foi arbitrada fiança no valor de R$ 6 mil. Mas como a família do autuado disse que iria pagá-la e a vítima continuou a temer por sua vida – já que os filhos também confirmaram que o pai saiu de casa, com uma arma, para matar a mãe – a delegada formulou uma representação de prisão preventiva, acatada pelo juiz plantonista. Wandelon José Araújo, de 33 anos, foi preso e encaminhado ao Cotel.

A Polícia Civil alerta que as mulheres não precisam ser agredidas fisicamente para procurar a polícia. A simples ameaça, em ambiente familiar, pode gerar a prisão em flagrante. O contato pode ser realizado em uma Delegacia ou pelo 190.