Desempregados formam fila gigantesca para entrega de currículos no Recife

324

Inúmeros desempregados enfrentaram uma fila gigantesca para participar da Feira de Oportunidades, no Grau Técnico da Boa Vista, na área central do Recife, nesta quinta-feira (16). A fila, que dava voltas no quarteirão, estava tomada pela expectativa da aprovação em uma das 300 oportunidades de emprego e estágio oferecidas no evento.

A feira começou às 9h com expectativa de atender 2 mil pessoas até 16h. Uma hora após a abertura das atividades, mil pessoas já haviam sido atendidas, segundo a organização do evento. Além das vagas de emprego e estágio disponibilizadas por mais de 30 empresas, oficinas de elaboração de currículos, técnicas e dinâmicas para seleções contratuais foram realizadas.

Entre os que chegaram cedo para entregar currículo está Elisângela Cruz, de 36 anos, que trabalhou como operadora de telemarketing durante nove anos e está desempregada há seis meses. Disposição para espalhar currículos existe, mas falta dinheiro para pagar as passagens e chegar até as empresas.

“Tenho que pedir dinheiro emprestado. Tenho dois filhos e não encontro nem trabalho extra”, conta sobre a alternativa de fazer “bicos”.

Aos 39 anos, Josefa Maria da Silva também luta por um emprego para conseguir cuidar das duas filhas. “Quem me ajuda é minha mãe. Ela sustenta a casa sozinha porque eu estou desempregada há cinco meses”, relata.

Com o currículo em mãos, Josefa tenta uma nova oportunidade. “Está horrível arrumar emprego, a situação fica cada vez mais apertada. As portas precisam abrir porque é muita gente desempregada”, diz.

Para agilizar o andamento dos serviços, o gerente de marketing Elienson Filho do Grau Técnico explica que vai ser feito um pré-cadastro. “Na fila, fazemos o pré-cadastro com nome, telefone, idade e área de interesse. Dentro da unidade, eles são encaminhados para a sala de triagem e, posteriormente, para a sala da empresa que coincide com o que procuram”, diz.

Garrafas de água foram distribuídas de forma gratuita pela organização da feira para ajudar os participantes a se manterem na fila.

Em busca de recolocação
O sonho com um novo emprego fez Jailson Lira, de 45 anos, mudar de estado. “Vim de Goiás porque estou desempregado há um ano e meio e não encontro nenhuma vaga. Já trabalhei como balconista, frentista, recepcionista, em hotéis, mas não encontro mais nada”, contou.

Jailson estuda radiologia, mas as aulas têm dias contatos. “Não tenho como pagar o curso e vou ter que trancar. Minha família me ajuda, sou solteiro, mas não tenho como arcar com esse custo”, afirma.

Outras oportunidades
“Quem não for atendido nessa oportunidade, pode tentar uma nova chance nas próximas três feiras que acontecem ainda esse ano em Pernambuco”, orienta o gerente de marketing Elielson Filho.

A unidade do Grau Técnico na Imbiribeira, Zona Sul do Recife, recebe a feira no dia 5 de junho. Em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife, o evento acontece no dia 12 de agosto. A cidade de Caruaru, no Agreste, sedia a feira no dia 10 de outubro.

No dia 7 de maio, um outro evento que recolhia currículos em um shopping de Olinda também reuniu centenas de pessoas.

Deixe seu Comentário!

Assine agora mesmo nosso grupo no WhatsApp e seja o primeiro e saber de tudo!

ASSINAR GRUPO VIP GRÁTIS
Anuncie