Dois presos suspeitos de furto de água da Adutora Tabocas, em Brejo

80

Uma fiscalização realizada nessa terça-feira (21) na Adutora Tabocas, em Brejo da Madre de Deus, no Agreste de Pernambuco, identificou quatro ligações clandestinas em um trecho da quatro quilômetros. A operação, realizada pela Polícia Civil em parceria com a Compesa, prendeu duas pessoas em flagrante por furto de água do Sistema Prata/Pirangi.

De acordo com a Compesa, a água estava sendo desviada para três barreiros. Os infratores utilizavam a água para vender para carros-pipa, prejudicando o abastecimento de cerca de 100 mil habitantes de Santa Cruz do Capibaribe, que sofrem com a escassez de água desde o colapso da Barragem de Jucazinho. Um cálculo feito pela Compesa revela que o desvio tenha provocado um prejuízo mensal de aproximadamente R$ 200 mil.

A ação foi realizada após a companhia perceber uma acentuada queda de vazão no sistema. Cerca de 70% da cidade de Santa Cruz estava com o calendário de abastecimento comprometido, e as localidades não estavam recebendo água nos dias definidos pela companhia.