Doses extras da vacina contra sarampo chegam a Taquaritinga do Norte

173

A cidade de Taquaritinga do Norte, no Agreste de Pernambuco, começou a receber nesta quarta-feira (4) as doses extras da vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo e outras doenças. O Governo do Estado liberou, nessa terça (3), 28,5 mil doses extras da imunização, após a morte de um bebê de sete meses no município com suspeita de sarampo.

Enfermeiro da unidade Caic Sítio, Eduardo Silva Souza percebeu uma procura maior, mas acredita que 70% da população que está indo ao posto para procurar a vacina já foi vacinado, mas por perder o cartão ou outros motivos, decidiu ir se vacinar novamente.

A área da unidade Caic Sítio é a mesma na qual o bebê de sete meses faleceu em decorrência do sarampo. “A mãe veio aqui com a criancinha e no mesmo dia eu realizei uma visita na casa deles e constatei que tinha mais um irmão já com a sintomatologia do sarampo e fiz a notificação dos dois”, relatou. A criança ficou sendo medicada em casa e a mãe foi orientada a voltar ao hospital caso apresentasse alguma piora. Alguns dias depois, o bebê foi levado para o Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru, no Agreste, mas não resistiu.

De acordo com a enfermeira Lucicleide Martins, da USF Ana Luiza, que fica no centro da cidade, a procura aumentou bastante devido aos casos notificados de sarampo. “A gente está fazendo a vacina seletiva nas crianças, adolescentes e nos adultos até 29 anos. Estamos fazendo duas doses em quem não é vacinado. De 30 a 49 anos uma dose de vacina também para os que não são vacinados”, explica. Ainda segundo ela, a Secretaria de Saúde realizou ações nas escolas e creches, além de locais do comércio, para aplicar a imunização do público.

O bancário Anderson Torres, 28 anos, que mora no município, relatou que a família dele ainda não é vacinada e isto gera preocupação. Ele próprio foi vacinado após a Secretaria de Saúde disponibilizar a imunização para os funcionários da agência. “A população está assustada, a gente que trabalha todo dia no banco com atendimento ao público, também ficamos muito assustados”, revelou.

A secretária de Saúde de Taquaritinga, Poliana Andrade, contou que os casos de sarampo começaram na cidade no dia 30 de julho, data em que a primeira suspeita foi registrada. A partir daí, o bloqueio da família e das outras pessoas com quem o adolescente entrou em contato foi feito. “No mês de agosto, que foi posterior à notificação, nós aplicamos uma média de 5 mil doses de vacina dentro de um mês. Nós divulgamos em programa de rádio orientando a população”, relatou.

Dia D
Neste sábado (7), será realizado um “Dia D” a partir das 8h, no qual todas as unidades de saúde estarão abertas para a vacinação contra a doença. É importante que as pessoas apresentem o cartão de vacinação.

Deixe seu Comentário!

Assine agora mesmo nosso grupo no WhatsApp e seja o primeiro e saber de tudo!

ASSINAR GRUPO VIP GRÁTIS
Anuncie