Duas jiboias criadas em cativeiro no Alto José do Pinho são resgatadas pela polícia

64

Foram resgatados pela polícia na noite desta quinta-feira (27), um filhote de papagaio-verdadeiro e duas jiboias – o primeiro estava sendo comercializado por um homem residente em Camaragibe, Região Metropolitana do Recife e as cobras estavam sendo criadas em cativeiro, numa casa localizada no Alto José do Pinho, Zona Norte do Recife.

Os policiais chegaram aos locais através de denúncias anônimas. Assim que foram resgatados, os animais foram entregues à Agência Estadual do Meio Ambiente (CPRH) para, posteriormente, serem devolvidos à natureza.

Uma das denúncias relatava que uma pessoa havia colocado o filhote de papagaio à venda, em um grupo de WhatsApp. A Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma) foi acionada e um major conseguiu ingressar no grupo e acertou a compra que seria realizada em Piedade. O vendedor Kaio César Gomes Soares, morador de Camaragibe, levou o papagaio que estava sendo negociado pelo valor de R$ 500.

Ele foi conduzido à Polícia Federal, onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Dois autos de infração por dois crimes ambientais foram aplicados com multa de R$ 10 mil – R$ 5 mil pela posse de um animal silvestre de espécie em extinção e R$ 5 mil pela exposição do mesmo em imagem (propaganda) em cativeiro irregular e para fins comerciais.

Já a denúncia que resultou no resgate das jiboias foi feita à Delegacia da Macaxeira, inicialmente por suposto porte ilegal de armas do morador. Um policial foi ao local, mas não encontrou nenhuma arma. No entanto, algumas gaiolas com pássaros anilhados e um viveiro onde as duas serpentes eram criadas estavam no local. Apesar do proprietário ter apresentado documentos de comprovação de que as aves eram oriundas de criadouros legalizados, das jiboias não constava nenhum registro. Um TCO também foi lavrado e as jiboias foram apreendidas.

Deixe seu Comentário!

Anuncie