Em 12 horas, segundo motorista da Uber é morto no Grande Recife

273

Depois da morte de João Carlos de Andrada Filho, em Jaboatão dos Guararapes, após um assalto, na noite de quarta-feira (1º), o motorista parceiro do aplicativo Uber, Bruno Rafael Ferreira da Hora, de 36 anos, também foi morto durante um assalto, dessa vez no bairro de São José, no Centro do Recife. O crime aconteceu na manhã dessa quinta-feira (2).

O crime teria começado por volta das 5h da quinta-feira, dentro de um estacionamento, próximo ao Forte das Cinco Pontas, em São José, quando Bruno e um colega de trabalho, Reginaldo Alves dos Anjos Júnior, 32, estavam dentro do carro de um deles, um Ford Ka, fazendo a contagem do dinheiro que haviam ganhado durante as últimas corridas realizadas pelos dois. Durante o levantamento do lucro, Bruno e Reginaldo foram surpreendidos por um casal em uma bicicleta, que os abordou e anunciou o assalto.

Morreu na hora

De acordo com a polícia, o casal conseguiu levar o dinheiro e os pertences dos dois motoristas. Após a ação, Bruno e Reginaldo resolveram ir atrás do casal, de carro, tentar reaver o que havia sido roubado. Eles ainda chegaram a atropelar o casal e atingir um carro que estava estacionado na Rua Piracema. O casal reagiu e atirou contra o veículo. Bruno foi atingido no peito e morreu na hora, no banco do passageiro. Ao perceber que o colega havia sido baleado, Reginaldo desistiu de ir atrás do casal. O suspeito ainda chegou a efetuar mais alguns disparos, mas ninguém foi atingido. Apesar do crime ter ocorrido na manhã dessa quinta-feira, o caso só chegou ao conhecimento da imprensa nesta sexta-feira (3).

O corpo do motorista da Uber foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), no bairro de Santo Amaro, centro do Recife. O caso ficará a cargo do delegado Diego Acioly, da Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

Deixe seu Comentário!

Assine agora mesmo nosso grupo no WhatsApp e seja o primeiro e saber de tudo!

ASSINAR GRUPO VIP GRÁTIS
Anuncie