Escola pública de Fernando de Noronha passa a ter ensino semi-integral

67

A Escola Arquipélago, localizada em Fernando de Noronha, implantou o ensino semi-integral, oferecendo jornada dupla para estudantes do 6º ao 9º ano do ensino fundamental. As aulas começaram na segunda-feira (4).

Com a mudança, a carga horária e o número de disciplinas na matriz curricular foram ampliados. A turma do 6º ano, por exemplo, passa a ter sete aulas diárias, totalizando 35 horas semanais de estudo.

Com o objetivo de que a Escola Arquipélago tenha uma única linha pedagógica, o projeto prevê que, até 2022, todas as turmas do ensino fundamental entrem nesse sistema semi-integral com dupla jornada. Em Pernambuco, há nove unidades públicas com essa modalidade, na qual existem turmas com aulas das 7h às 14h e outras, das 14h30 às 20h40.

Outra mudança no ensino fundamental da ilha é a entrada no Programa de Ensino de Referência ligado à Secretaria Executiva de Educação Integral e Profissional, da Secretaria de Educação.

Isso engloba três eixos de inovação: a pedagógica, com quatro dimensões humanas (ser, conviver, aprender e fazer); o monitoramento institucional e gerenciamento do ensino.

Os alunos do ensino fundamental passam a estudar disciplinas que não estavam na grade curricular regular, como projeto de vida, empreendedorismo, práticas experimentais e iniciação científica. A carga horária das aulas de história e geografia também foi ampliada.

Além disso, continuam com aulas de língua portuguesa, arte, língua estrangeira (inglês), educação física, matemática, ciências e ensino religioso, totalizando 5.600 horas de carga horária no final do ano.

O governo do estado avalia que a mudança contribui também para a segurança alimentar dos alunos, porque, na modalidade semi-integral, os estudantes recebem lanche e almoço preparados sob orientação de nutricionistas.

Deixe seu Comentário!

Assine agora mesmo nosso grupo no WhatsApp e seja o primeiro e saber de tudo!

ASSINAR GRUPO VIP GRÁTIS
Anuncie