Estupro na UPA: ‘é possível que estejamos diante de um serial’, diz chefe da Polícia Civil

150

O chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Joselito Kehrle do Amaral, acredita que o médico suspeito de estuprar uma paciente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Imbiribeira, na Zona Sul do Recife, seja um possível criminoso em série. “Parece que estamos diante de um serial, de uma pessoa que utiliza a função médica para praticar os crimes”, comentou Joselito. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (26).

Segundo o investigador, três vítimas já procuraram a 1ª Delegacia de Polícia de Prevenção e Repressão aos Crimes Contra a Mulher e outras duas vão prestar depoimento ainda nesta segunda. Entre as vítimas, está a jovem de 18 anos, que denunciou o crime no último dia 21.

“É importante salientar que encontramos perfil genético masculino, das amostras de material orgânico recolhidas no corpo da vítima. Vamos confrontar e ter prova material da participação dele”, comentou Kehrle do Amaral. Até o momento, o médico não se apresentou à polícia. “Se não houve participação ou culpa, que ele se forneça material orgânico para confronto”, disparou Joselito.

Denúncias podem ser feitas por telefone:

Ouvidoria da Delegacia da Mulher
0800 281 8187

Deixe seu Comentário!

Anuncie