Familiares se juntam com outros moradores de Garanhuns e se mobilizam para pedir justiça por morte de criança

159

Familiares, moradores e mais de 400 alunos de uma escola estadual, participaram de um protesto, em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, nesta sexta-feira (16), para reivindicar o prosseguimento das investigações sobre a morte de uma menina de dois anos de idade que faleceu em circunstâncias suspeitas. A movimentação percorreu ruas da cidade.

Há mais de um ano Ísis Mariah Melo, morreu. A mãe dela teria ido até Caruaru, também no Agreste, para participar de um curso. A criança tinha ficado com a esposa do irmão da mãe, quando a mesma recebeu a notícia da morte da filha. A versão de que Ísis teria morrido por conta de um acidente doméstico, foi contestada depois que o laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) apontou outras lesões na criança e até abuso sexual. Acontece que o inquérito ainda não foi concluído.

A família questiona que o Ministério Público de Pernambuco já rejeitou duas vezes o inquérito que foi enviado pela delegacia da cidade solicitando mais informações e diligencias.

Deixe seu Comentário!