Homem é preso por pedir empréstimos para mais de 30 idosos e aplicar golpe de R$ 120 mil, diz polícia

50

Um homem de 21 anos foi preso preventivamente por suspeita de aplicar golpes em mais de 30 idosos em Machados, no Agreste de Pernambuco. A prisão ocorreu em Limoeiro, da mesma região do estado, na segunda (25) e foi divulgada na terça (26).

Segundo a Polícia Civil, o homem pedia empréstimos sem autorização em nome das vítimas e deixou prejuízo de mais de R$ 120 mil. De acordo com o delegado Von Romel, titular da Delegacia de Machados, José Wagner Gonçalves da Silva Caitano se aproveitava da confiança depositada nele pelos idosos para praticar os crimes.

Como tinha acesso ao cartão bancário e à senha da conta dos idosos, o homem fazia empréstimos pessoais no caixa de autoatendimento da instituição bancária.

“Como ele é da cidade, os idosos o conheciam desde criança. Quando se aproximava o dia de pagamento, ele contatava esses idosos e marcava para se encontrar na agência bancária. Ele chegava ao banco entre as 7h e 8h, era o horário que ele realizava esses empréstimos. Como o dinheiro entra na conta imediatamente, ele fazia o saque ou transferência para a conta-corrente dele ou a conta da mãe”, conta.

José Wagner trabalhava numa corretora de empréstimos, mas, segundo a polícia, os golpes não eram praticados por ele na instituição em que ele trabalhava.

“Esses empréstimos eram pessoais, não eram empréstimos consignados. Eram feitos diretamente no caixa de autoatendimento do Banco do Brasil”, diz.

Ainda segundo a polícia, por causa da quantidade de vítimas, foi preciso fracionar a investigação do caso em três inquéritos policiais.

“Wagner fazia um empréstimo para efetuar o pagamento de parcelas de empréstimos anteriores. Então, a vítima possuía uma dívida, mas não sabia. Chegou a um ponto em que os empréstimos que ele realizava não chegavam a suprir as parcelas dos empréstimos anteriores”, afirma.

Segundo a polícia, o homem costumava usar roupas de marca e “ostentar” com os materiais comprados através do dinheiro das vítimas.

Ele foi preso após fazer vários empréstimos em um curto prazo e pedir a antecipação do 13º salário de mais de 30 aposentados. Após disso, ele fugiu da cidade.

“Esperamos que ele fique preso até o final do processo porque praticou delitos de grande gravidade. Deixou idosos impossibilitados de comprar alimentos e remédios e geralmente todos têm problemas de saúde. É uma situação lastimável, houve comoção pública na cidade. Ele, inclusive, alega que foi ameaçado de morte e, por isso, fugiu da cidade”, diz.

Deixe seu Comentário!

Assine agora mesmo nosso grupo no WhatsApp e seja o primeiro e saber de tudo!

ASSINAR GRUPO VIP GRÁTIS
Anuncie