Homicídios caem pelo nono mês seguido em Pernambuco, diz SDS

47

Quinze cidades de Pernambuco não registraram homicídios em 2018. A informação é da Secretaria de Defesa Social (SDS), que divulgou nessa quinta-feira (13) o acumulado do ano de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), que abrangem homicídios e latrocínios. Agosto de 2018 foi o mês menos violento em uma série histórica de 38 meses. Foram registrados 287 assassinatos, uma redução de 30% em relação a agosto de 2017, quando foram computados 411 crimes do tipo. O mês passado se consolidou como o 9º consecutivo de declínio nos CVLIs, no comparativo com o ano anterior. Já o acumulado de janeiro a agosto deste ano apontou uma queda de 22%, com 2.913 óbitos neste ano contra 3.732 no mesmo período do ano passado.

“As estatísticas de agosto foram reflexo de fortes investimentos nas forças de segurança, como a contratação de 5,5 mil policiais, compra de 700 motocicletas, 1,3 mil viaturas, implantação de novas unidades das polícias Militar, Civil, Científica e Corpo de Bombeiros em todo o Estado. Somente no mês passado, 185 homicidas foram presos e retirados de circulação. O mês passado teve menos assassinatos que dezembro de 2013 (289) e dois a mais em relação a março daquele mesmo ano”, avalia o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua.

Em agosto de 2018, todas as regiões apresentaram declínio no número de CVLIs, no comparativo com o mesmo mês de 2017. O maior destaque foi o Agreste, com 48% de redução (caiu de 109 para 57 homicídios), seguido pela Zona da Mata (-33%, passando de 83 para 56) e Sertão (-27%, de 56 para 41). A RMR (exceto Capital) teve uma queda mais tímida, de 14% (saiu de 114 para 98). O Recife manteve seu histórico recente de retração nos crimes contra a vida: -29%. Em agosto passado, a cidade computou 35 óbitos, contra 49 no mesmo mês do ano anterior.

Comparando os primeiros oito meses de 2018 com o mesmo período de 2017, o Agreste continua liderando o ranking das regiões com resultados mais significativos na diminuição dos homicídios, com retração de 31% (681 em 2018, contra 992 no ano anterior). A Região Metropolitana do Recife (exceto Capital) reduziu 18% (888 contra 1083); a Zona da Mata caiu 17% (590 contra 712) e o Sertão teve declínio de 13% (360 contra 413). O Recife, na mesma metodologia, baixou 26% (394 contra 532). Conforme levantamento feito pela SDS, dos 287 assassinatos em agosto de 2018, 70,38% foram motivados pelo tráfico de drogas, acerto de contas e outras atividades criminais. Em seguida, vêm os conflitos na comunidade (16,03%), os conflitos afetivos ou familiares (exceto feminicídio), com 4,88%, os latrocínios (2,79%) e, por fim, os feminicídios (2,44%). Houve sete feminicídios no mês passado, contra 9 em agosto de 2017. No acumulado de 2018, 48 mulheres foram mortas pela condição de mulher, contra 57 no mesmo período do ano anterior (redução de 15,8%).

Os municípios que não registraram assassinatos em 2018 são: Jataúba, Carnaubeira da Penha, Santa Cruz, Serrita, Buenos Aires, Santa Terezinha, Tuparetama, Santa Filomena, Ibirajuba, Cedro, Itacuruba, Calumbi, Brejinho, Quixabá e Salgadinho, além do distrito de Fernando de Noronha.

 

Deixe seu Comentário!

Anuncie