Ilustradora e psicopedagoga criam série de tirinhas sobre como educar crianças de forma positiva e respeitosa

155

Com o intuito de ensinar os pais e educadores sobre a educação positiva e respeitosa, a ilustradora Julianna Rodrigues, juntamente com a analista comportamental Thais Basile, criaram tirinhas que expressa situações de como as crianças são e como poderiam ser tratadas. As duas se uniram para mostrar como um tratamento onde pais e filhos, ou crianças e educadores, se respeitam pode influenciar no crescimento de ambos.

Julianna é ilustradora e há quatro anos criou o projeto “Família em Tiras”, no qual ilustra situações inusitadas de pais e filhos. Ela também é servidora pública e mora em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, e atualmente conta com mais de 35 mil seguidores na página do projeto.

A ilustradora já havia feito parcerias com outros profissionais para ensinar por meio de ilustrações, como foi o caso do livro Medicamento não é brinquedo, uma obra com tirinhas para orientar crianças sobre medicamentos, que foi criado a partir de uma parceria com farmacêutico Flávio Lago.

Já Thais Basile mora em São Paulo e é analista comportamental, especializada em psicopedagogia e educação parental. A psicopedagoga criou a página “Educação para a Paz” e produz conteúdos para orientar as pessoas sobre como uma educação punitiva quebra o vínculo de confiança e gera traumas que perduram durante toda a vida.

“A educação para paz, que é a metodologia que eu uso, busca soluções. É uma opção que não humilha, não critica, não busca culpados, ela não foca no erro, ela foca no que pode ser feito depois do erro”, afirmou a psicopedagoga.

Através de uma amiga em comum, que acompanha os conteúdos produzidos tanto por Julianna como por Thais, a ilustradora e a psicopedagoga se conheceram pela internet e começaram a trabalhar em conjunto.

“Eu gostei muito dos desenhos dela [Julianna], de como ela colocava os quadrinhos, gostei do pensamento do vínculo, do foco da infância que ela tem”, explicou Thais. As duas sempre faziam trabalhos em conjunto pontualmente e foram mantendo esse contato até surgir a ideia da série de tirinhas continuadas.

O objetivo da série é mostrar que o foco do problema não é a criança ou o comportamento dela, mas uma situação ao redor que prejudica o desenvolvimento afetivo na relação de pai e filho, adulto e criança.

“A criança é parecida com uma flor. Quando uma flor não está se desenvolvendo, a gente não pune a flor, a gente não briga com a flor, a gente muda o ambiente ao redor da flor. O objetivo das tirinhas é a mudança do foco do comportamento da criança para o comportamento do adulto, o adulto faz o ambiente ao redor da criança”, Thais Basile.

Como as duas moram em lugares muito distantes, o contato de ambas sempre foi virtual, no entanto isso nunca foi um impedimento para que o trabalho funcionasse. “Eu lia o conteúdo dela já publicado, algumas frases ela sugeriu, outras eu adaptei do conteúdo que ela tinha publicado. São frases curtas, objetivas e que são de fácil entendimento”, afirmou Julianna.

Deixe seu Comentário!

Assine agora mesmo nosso grupo no WhatsApp e seja o primeiro e saber de tudo!

ASSINAR GRUPO VIP GRÁTIS
Anuncie