Líder comunitário é assassinado no Cabo de Santo Agostinho

85

Um dia depois do triplo homicídio em uma pousada no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife (RMR), foi encontrado morto o líder comunitário George de Andrade Lima Rodrigues, de 37 anos. Ele era comerciante na Praia de Enseada dos Corais e estava desaparecido havia dois dias.

George foi sequestrado a 100 metros da casa onde morava por homens que estavam se passando por policiais civis. O corpo foi encontrado a dois quilômetros de onde foi levado, no setor 4 da praia. O tio da vítima, o vigilante Luís Henrique de Andrade, de 39 anos, relata que a população da região procurava o sobrinho.

“Ele sumiu dia 20 e passamos dois dias procurando em Enseada e em Gaibu. Acharam ele ontem [quinta-feira, 22] à tarde dentro de um matagal. Ele ajudava todo mundo, era uma pessoa bem quista e morava há muito tempo lá. Não sabemos por que isso aconteceu, pode ter sido por engano”.

Luís Henrique, que fez o reconhecimento do corpo no Instituto Médico Legal (IML), afirma que George foi aparentemente torturado de jogado no lugar. “As digitais vão ser confrontadas, porque o corpo está em estado de decomposição. Para levar o corpo para Enseada fica difícil, mas a família está vendo onde vai ser o enterro”.