Manchas de óleo no Nordeste podem afetar a reprodução de baleias e golfinhos

105

As manchas de petróleo que atingem a região costeira de cerca de 132 praias nordestinas não possuem origem conhecida, entretanto, os efeitos já começam a preocupar biólogos e demais pesquisadores da área. Entre os estados afetados pelo material estão Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. Pelo menos oito animais já morreram sufocados.

Com o avanço das manchas de óleo no Nordeste, biólogos acreditam que a poluição possa interferir na reprodução de Baleias e Golfinhos, que procuram a área nesta época do ano. O risco que o material oferece aos animais é grande e pode chegar a matar.

Investigações

O caso está sendo investigado pela Polícia Federal (PF). A operação acontece na Superintendência Regional da PF no Rio Grande do Norte e conta com a participação de diversas áreas de combate a crimes ambientais. Serviços de perícia e inteligência, além do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Marinha brasileira, Universidade Federal Rural de Pernambuco e Ministério da Defesa também participam da ação.

O presidente Jair Bolsonaro disse nessa segunda-feira (7) que já existe uma suspeita sobre a origem da mancha, que apareceu no litoral do Nordeste desde o mês passado. Segundo ele, o mais provável é que tenha sido um vazamento causado por um navio e que o produto não é produzido e nem comercializado no Brasil. Perguntado, Bolsonaro disse não poder revelar ainda o país de origem do óleo.

Em laudo divulgado no começo de outubro, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama), informou que acredita que a mancha seja de petróleo venezuelano.

Deixe seu Comentário!

Assine agora mesmo nosso grupo no WhatsApp e seja o primeiro e saber de tudo!

ASSINAR GRUPO VIP GRÁTIS
Anuncie