Moradores bloqueiam rodovia em ato contra reintegração de posse em Igarassu

47

Ocupantes de um terreno às margens da BR-101 protestaram contra a reintegração de posse do local na manhã desta quinta-feira (19), na divisa entre Abreu e Lima e Igarassu, na Região Metropolitana do Recife. Cerca de 300 famílias ocupam o espaço há, pelo menos, dois anos e meio. Esta é a terceira vez que eles são despejados da área de cerca de 75 hectares. De acordo com os moradores, o terreno pertence à União.

Os moradores da ocupação atearam fogo em entulhos na rodovia por volta das 5h após a chegada do oficial de Justiça encarregado de apresentar a ordem judicial. Os manifestantes bloquearam o trecho da BR-101 por cerca de uma hora, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas para apagar as chamas e o Batalhão de Choque foi enviado ao local para auxiliar na desapropriação do terreno.

O diretor geral da Associação dos Moradores de Mangue Seco, Gláucio do Nascimento, alega que a ocupação é legal e o que os moradores buscam é uma moradia digna. “Temos papéis e fotos de satélite comprovando que essa área que ocupamos é uma área antiga de mangue que foi aterrada. Estamos ocupando uma área delimitada pela Marinha. Temos comprovações e alguns moradores inclusive conseguiram liberação ambiental para ocupar essas áreas. Estamos aguardando outro posicionamento da Justiça”, destacou.

Ainda segundo o diretor da associação, o endereço mostrado em contas de energia elétrica que chegam na ocupação – o que atestaria a legalidade do local – não é o mesmo contido na ordem judicial. “Somos regularizados e pagamos todos meses cerca de R$ 2 mil, que são divididos entre os moradores. Nosso CEP não é compatível com o CEP da liminar”, acrescentou.

Deixe seu Comentário!