Moradores da Zona Norte ganham novas áreas de lazer e vias pavimentadas

60

O PAC Beberibe II – que visa a melhorar a qualidade de vida das pessoas que residem às margens dos rios Beberibe e Morno e atende 13 bairros da Zona Norte do Recife, entregou nesta sexta-feira (6) o primeiro lote do projeto à população.

O programa atende os bairros do Arruda, Água Fria, Peixinhos, Campina do Barreto, Fundão, Cajueiro, Porto da Madeira, Beberibe, Linha do Tiro, Nova Descoberta, Brejo do Beberibe, Dois Unidos e Passarinho.
As obras incluem uma via marginal de 5 km de extensão, a implantação de sistema de saneamento integrado em 23 ruas (pavimentação, drenagem pluvial e esgotamento sanitário) e a construção de espaços de convivência para os moradores.

Além da praça Luiz Souto Dourado requalificada e que conta com campo de futebol, Academia das Cidades, pista de cooper, quiosque para jogos, parque infantil e anfiteatro, também foi entregue o primeiro lote da via marginal, nomeada como Avenida Poeta Vinícius de Moraes. A via possui ciclovia e calçadas em ambos os lados, além da instalação de galerias de drenagem pluvial, redes coletoras de esgoto, sinalização, iluminação e árvores de médio porte.

A população também já pode aproveitar a Praça Itainópolis – que tem área de 946 m² e espaços de convivência como bancos, mesas, plantas, quadra e brinquedos para crianças. Também últimas quatro ruas contempladas pelo programa também já estão pavimentadas, com sistema de drenagem e coleta de esgoto, nos bairros de Campina do Barreto e Água Fria, são elas: Rua Dr. Elias Gomes, Rua da Regeneração, Rua Ubiratan e Rua Beira Rio.
“Isso é uma conquista de mais de 25 anos de luta’, comenta o morador Manoel Moraes, 80 anos. Para ele, a entrega das obras são uma vitória da comunidade. Seu Jessé Augusto, mora no local há mais de 30 anos e também está vendo um futuro bom para quem mora no entorno dos dois rios. “Eu tô muito feliz. Agora a gente tem uma estrutura dessas pertinho de casa, não é? É muito bom”, finaliza.
O programa
O PAC Beberibe II- que vai da Campina do Barreto até Peixinhos, é uma extensão do PAC Beberibe I – que cuida do realojamento dos moradores que viviam às margens do Rio Beberibe. Os moradores foram beneficiados com uma das três medidas compensatórias existentes: unidades habitacionais, auxílio moradia ou indenização. Ao todo, 1.510 famílias serão realocadas pelo programa, somatizando mais de 28.000 pessoas.
Segundo a prefeitura, até o fim de setembro, as 260 restantes casas do PAC I devem ser entregues. Juntos, os dois programas custaram cerca de R$ 150 milhões. A previsão é de que, até o fim de 2019, em cerca de 16 meses, todas as obras do PAC II também tenham sido entregues.

Deixe seu Comentário!