Moradores de Fernando de Noronha realizam protesto por liberação de terrenos

130

Um ato em prol da liberação de terrenos para moradia e desmembramento de áreas para construção de residências foi realizado nesta quinta-feira (14), no Palácio São Miguel, em Fernando de Noronha. Cerca de 70 pessoas participaram da manifestação na sede do governo.

O Conselho Distrital elaborou uma lista com 243 nomes de moradores que aguardam a liberação do chamado TPU (Termo de Permissão de Uso) para a construção de casas. No dia 1º de fevereiro foi realizada uma reunião entre uma comissão de moradores e o administrador da ilha, Guilherme Rocha.

No encontro, o governo informou que a relação elaborada pelo Conselho está sob análise e algumas falhas, como nomes em duplicidade, foram identificadas. Foi estabelecimento o prazo de 30 de março para entrega dos TPUs para os beneficiados.

Uma reunião foi marcada para esta quinta-feira (14) para o repasse de informações, mas não aconteceu.

“A reunião era um compromisso, não recebemos informações sobre os motivos do cancelamento. Algumas pessoas vieram do continente para acompanhar. O cancelamento representa uma falta de compromisso. Moradia é o maior problema da ilha atualmente”, afirma a administradora de empresas Andresa Medeiros.

O administrador de Fernando de Noronha, Guilherme Rocha, falou ao blog sobre o cancelamento da reunião. “O grupo pró-terrenos surgiu com um propósito justo e legítimo, por isso abrimos o diálogo. O movimento desvirtuou-se do propósito inicial , enveredando para o caminho das ameaças e de depredação do patrimônio público. Nós achamos melhor cancelar a reunião para não prejudicar pessoas que, por ventura, não façam parte desse movimento. A administração da ilha segue com a análise da relação apresentada e daremos resposta até o dia 30 de março, ou antes desta data”.

Deixe seu Comentário!

Assine agora mesmo nosso grupo no WhatsApp e seja o primeiro e saber de tudo!

ASSINAR GRUPO VIP GRÁTIS
Anuncie