Moradores e voluntários fazem evento para arrecadar fundos para reforma do Edifício Holiday

347

Voluntários e moradores do Edifício Holiday, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, realizaram um evento cultural para arrecadar doações para a reforma do prédio, neste domingo (5). O local foi interditado judicialmente por oferecer riscos e, desde então, o condomínio tem tentado alternativas para reabrir o prédio, que é um marco arquitetônico e social para a capital pernambucana.

No dia 12 de março, a Justiça determinou a interdição do Holiday e, um mês depois do prazo final para desocupação, os moradores seguem lutando para sobreviver fora de suas casas. Riscos estruturais, inadimplência do condomínio e ligações elétricas clandestinas foram motivos apontados para a interdição. Os problemas se arrastam desde os anos 1990.

Participam do evento deste domingo (5) atrações como Conde Só Brega, MC Açúcar e Cyclone, Indigo, MC Léo Onda, Marolas Crew, Abuzados Funk e Flor de Lotus. As apresentações começaram às 14h e redezenas de pessoas na Rua Salgueiro, em frente aos tapumes que cercam o prédio desde sua interdição. Na sexta-feira (3), os portões do prédio foram abertos para uma vistoria.

Síndico do Holiday, José Rufino Neto saiu de seu apartamento com a interdição, mas segue morando na Rua Salgueiro, dentro de seu próprio carro. Ele pediu ajuda aos outros moradores para mobilizar pessoas na causa.

“Vamos nos sentir vitoriosos, porque estamos fazendo isso por todos, e todos vão ter consciência e se juntar a nós. Queremos que cada um que esteve aqui distribua um pouquinho de sua força para os que estão esperando que nossa vitória caia do céu. Cada um de nós é um guerreiro, que está lutando pelo que é seu”, diz Rufino.

Segundo Jeane da Silva, uma das moradoras do edifício e articuladoras do evento em prol do Holiday, a mobilização faz parte de uma série de tentativas para conseguir a reabertura do prédio.

“Vamos mostrar que a nossa briga começou agora para a sociedade e para para aqueles que querem nos derrubar, que eu sei que são uma minoria, porque a maior nos apoia. Vamos mostrar que o Holiday abre, que ele é do povo e tem dono. Que ele não vai virar hotel e vai continuar sendo residência”, afirma Jeane.

Deixe seu Comentário!

Assine agora mesmo nosso grupo no WhatsApp e seja o primeiro e saber de tudo!

ASSINAR GRUPO VIP GRÁTIS
Anuncie