Morre o terceiro policial atropelado por metrô, no Recife

1773

O policial militar Clécio Fagner Santos do Nascimento, de 36 anos, uma das quatro vítimas atropeladas por um metrô na última terça (15), faleceu na tarde desta segunda-feira (21). A informação foi confirmada, por meio de nota, pela assessoria da PMPE. Clécio estava internado no Hospital da PM, no Derby, área central da capital.

Ele é a terceira vítima fatal do acidente. Os PMs Enéas Severino de Sena, de 40 anos, e do soldado Adeildo José Alves, também de 40 anos, morreram no dia do atropelamento e foram sepultados na última quarta-feira (16) no Cemitério de Santo Amaro.

Outro policial foi atingido pela composição. Luciano Antonio da Silva continua internado no Hospital da PM. O estado de saúde dele é estável.

Por meio de nota, a Polícia Militar de Pernambuco lamentou a morte do soldado e decretou luto oficial de três dias. Detalhes sobre o sepultamento serão repassados posteriormente após a corporação consultar a família do soldado Clécio (confira a nota abaixo).

Acidente
O acidente aconteceu durante uma ação policial na noite da última terça-feira (15), às 20h50, no bairro de São José, nas proximidades da Estação Joana Bezerra. Segundo a Polícia Militar, o grupo procurava criminosos na área quando foi acertado por uma composição do Metrô do Recife.

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), por meio de nota, lamentou o ocorrido e informou que acionou, de imediato, os órgãos competentes. A CBTU informou que “está à disposição para prestar os esclarecimentos às autoridades responsáveis pela apuração do fato”.

Confira a nota da PMPE:

A Polícia Militar lamenta informar que, após lutar bravamente pela vida desde o trágico acidente com um trem do metrô, na terça-feira (15/05), e receber todo o suporte médico da Corporação, veio a óbito nesta segunda-feira o soldado Clécio Fagner Santos do Nascimento, 36 anos, sendo nove deles de excelentes serviços prestados à PMPE.

O comandante geral da Corporação, coronel Vanildo Maranhão, em nome de toda a tropa, se solidariza com os familiares do soldado Clécio. Além das honras militares o comandante vai decretar três dias de luto oficial na PMPE.

Detalhes sobre o sepultamento serão repassados posteriormente após a corporação consultar a família do soldado Clécio.

Coronel PM Vanildo Maranhão
Comandante Geral da Polícia Militar de Pernambuco

Deixe seu Comentário!