MPPE pede que feirantes sejam retirados da BR-104, em Toritama

112

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou à Prefeitura de Toritama, no Agreste do Estado, que faça a retirada dos feirantes que atuam nas margens da BR-104. De acordo com o MPPE, os feirantes devem ser transferidos para um local seguro, já que tanto os vendedores como os clientes estão sujeitos a perigo às margens da rodovia.

Segundo a recomendação, a prefeitura também precisa intensificar a fiscalização e não permitir a montagem de barracas no local da terceira etapa do Parque das Feiras até se certificar da viabilidade de uso, especialmente da situação estrutural da edificação.

De acordo com o MPPE, a estrutura precisa receber a liberação do Corpo de Bombeiros (AR), com análises de via de fuga e acesso em caso de incêndio, além das liberações da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), da Vigilância Sanitária e de outros órgãos de fiscalização. As vias públicas em torno da BR-104 também devem ser liberadas.

A Prefeitura de Toritama informou que uma reunião foi realizada esta semana com os comerciantes de alimentos e de objetos importados que ocupam as margens da BR-104. Segundo a prefeitura, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Edson Tavares, sugeriu aos vendedores que façam um cadastro com a direção da feira e ocupem a área da terceira etapa do Parque das Feiras e o galpão que fica na Rua de Jeans. A prefeitura assegurou que o local oferece as devidas condições de higiene.