Operação desarticula cartel de combustíveis no Grande Recife

79

Com o intuito de desarticular uma organização criminosa suspeita de praticar cartel de combustíveis, a Polícia Civil de Pernambuco deflagrou na manhã desta terça-feira (15), a Operação Funil. Nela, estão sendo cumpridos três mandados de mandados de prisão preventiva e 27 de busca e apreensão em domicílios e estabelecimentos comerciais no Recife, Jaboatão, Abreu e Lima, Igarassu, Moreno, Vitória de Santo Antão, Pombos, Paudalho, Glória do Goitá, Gravatá e Bonito.

Segundo o delegado Nelson Souto, Gerente Operacional das Delegacias Especializadas, todos os mandados foram cumpridos. “Os três presos são funcionários do Sindicato dos Combustíveis e após prestarem depoimento, serão encaminhados ao Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel)”, afirma. Eles devem responder por crime contra a ordem econômica e a pena é de 1 até 3 anos de prisão. O delegado ainda confirmou que o presidente do Sindicombustíveis também está sob investigação.
As investigações tiveram início em julho de 2017. O grupo atuava no Recife, Região Metropolitana e em vários outros municípios. Estão nas ruas 163 policiais civis, participando da operação. Os detalhes preliminares das ações desta manhã serão divulgados na sede do Grupo de Operações Especiais (GOE), na Zona Oeste do Recife, ainda durante a manhã.

Esta é a 14ª Operação de Repressão Qualificada em 2018. A investigação foi presidida pelo Delegado Germano Cunha, titular da Delegacia de Crimes Contra a Ordem Tributária (Deccot/Diresp), com a assessoria do Núcleo de Inteligência do Deccot, coordenação da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil (Dintel), apoio operacional da Diretoria Integrada de Metropolitana (DIM) e supervisão da Chefia de Polícia.

Deixe seu Comentário!