Operação Dia do Trabalhador: PRF registra duas mortes em rodovias de PE

36

Entre os dias 27 de abril e 1º de maio, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 57 acidentes, que deixaram 41 feridos e duas pessoas mortas, nas rodovias federais de Pernambuco. A Operação Dia do Trabalhador do ano passado teve um dia a menos e foi registrado 59 acidentes, com 32 feridos e sete mortes.

De acordo com a PRF, a média de acidentes, em 2018, foi de 11,4 por dia, enquanto em 2017 foi de 14,75 por dia. Os acidentes mais graves este ano foram dois atropelamentos, com dois mortos. O primeiro ocorreu no último domingo (29), no quilômetro 41 da BR-101, em Igarassu, na Região Metropolitana do Recife. Um homem de idade não informada faleceu no local. Testemunhas informaram que a vítima estava bebendo antes de atravessar a rodovia. O motorista do carro realizou o teste do bafômetro e foi constatado que ele não havia ingerido bebida alcoólica. O homem foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Igarassu.

O outro atropelamento ocorreu na noite da última terça-feira (1º), no quilômetro 47 da BR-232, em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata de Pernambuco. Um homem não identificado foi atropelado por um carro e faleceu no local. O motorista do veículo realizou o teste do bafômetro e foi constatado que ele também não havia ingerido bebida alcoólica. O condutor foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Vitória.

Durante a operação, foram fiscalizados 3.538 pessoas e 3.214 veículos, sendo emitidos 1.569 autos de infração por diversas irregularidades. Entre elas, destacam-se 82 pelo não uso do cinto de segurança, 58 por ultrapassagens indevidas, 24 pela falta do capacete e sete pela ausência da cadeirinha. Além disso, foram registradas 741 imagens de veículo com excesso de velocidade através do uso de radar.

No enfrentamento à alcoolemia, foram realizados 975 testes com o bafômetro, que resultaram em 30 pessoas autuadas e um motorista preso sob efeito de álcool. Durante os comandos de fiscalização, também foram recolhidos 82 veículos irregulares, além de 98 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLVs) e 30 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs).

As ações educativas alcançaram 1.056 motoristas e passageiros, através de comandos nas rodovias e com o apoio de um ônibus adaptado para a realização de palestras. Já iniciando a campanha Maio Amarelo, foram exibidos vídeos e repassadas dicas de direção defensiva aos condutores, com o objetivo de reduzir a violência no trânsito.

O combate à criminalidade contou com o apoio de grupos especializados e sete pessoas foram detidas por crimes como porte ilegal de arma de fogo, assalto a veículos, por mandados de prisão em aberto e receptação de veículo roubado. Cinco veículos roubados também foram recuperados pelas equipes. De modo a evitar acidentes, 15 animais que estavam soltos foram recolhidos das rodovias e mais de 38 toneladas de excesso de peso foram registradas em veículos de carga.