Operação prende envolvidos com homicídios e roubos na divisa entre PE e PB

105

A segunda etapa da Operação Divisa Segura, deflagrada na última quarta-feira (7), prendeu cinco pessoas e apreendeu cinco menores em Pernambuco e na Paraíba. Também foram cumpridos um mandado de busca domiciliar em Pernambuco e sete mandados de prisão preventiva e busca domiciliar na Paraíba.

Ainda foram lavrados quatro autos de prisão em flagrante delito por porte ilegal de arma de fogo, receptação dolosa e organização criminosa. Os alvos da operação são acusados de homicídios e roubos nos dois Estados nos municípios que fazem divisa.

Esta foi a primeira ação conjunta entre as Polícias Civil de Pernambuco e Paraíba nesta região de fronteira em 2018. A primeira etapa da operação foi deflagrada em dezembro de 2017 e resultou na prisão de 11 pessoas e no cumprimento de 16 mandados de busca e apreensão.

Foram presos por homicídio na deflagração da operação: José Cristóvão da Silva, de 21 anos; Álvaro Jefferson da Silva, de 23 anos; Danilo José da Silva, de 23 anos; e Tiago da Costa Marcelino, de 30 anos. Também foi detido Geovane Lopes da Silva, por roubo qualificado.

Investigações
O delegado responsável pelas investigações é Julio Cesar Porto, seccional de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco. A equipe empreendida foi de 56 policiais pernambucanos e outros 62 paraibanos.

De acordo com Julio Cesar, as investigações começaram no ano passado e os envolvidos são experimentes no crime. “Parte delas agia em conjunto, mas a grande maioria agia de forma isolada. Inclusive em um dos homicídios, a vítima foi morta a pauladas”, detalhou.

Quatro dos mandados foram para menores, que roubavam em Santa Cruz do Capibaribe e em cidades vizinhas na Paraíba. “Esperamos que haja uma redução na criminalidade na região e , para isso, já estamos com articulações para outras operações futuras”, encerrou.