Pai de santo e amigo são mortos em terreiro no Recife

37

Um duplo assassinato assustou os moradores da comunidade Rosa Selvagem, no bairro da Várzea, na Zona Oeste do Recife, na noite da terça-feira (3). O pai de santo Cleiton José Floriano dos Santos, de 51 anos, e seu amigo Edmilson Moraes da Silva, que não teve a idade informada, foram assassinados em um terreiro de umbanda localizado no bairro.

A esposa de Edmilson, Marta Lourenço Moraes da Silva, também sem a idade divulgada, foi baleada e socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Caxangá, na Zona Oeste. Os dois corpos foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML). O enterro acontecerá na tarde desta quarta-feira (4), no Cemitério da Várzea.

Segundo a Polícia Civil de Pernambuco, Marta teria ouvido o barulho da arma de fogo no quarto em que Cleiton e Edmilson estavam e correu para o local, quando foi atingida na perna esquerda. As investigações do caso ficarão sob a responsabilidade do titular da 4ª Delegacia de Polícia de Homicídios (DPH), Carlos Couto.

Para a irmã do pai de santo, Shirley Marinha, o assassinato do religioso foi uma surpresa. “Ele não era viciado em nada, tinha a vida de espiritismo e servia muito à população na comunidade. Era muito querido por todos e pessoa de muito pé no chão. Sempre pedia muita oração para que Deus protegesse a vida dele”, falou.

Ainda segundo a irmã, Cleiton tinha um filho e era separado da mãe da criança. A família estava sabendo que ele tinha tido um relacionamento homossexual, mas não sabia se havia terminado. “Ele sempre dizia que um dia voltaria ao Evangelho, que estava afastado. Cleiton chegou a fazer um curso para pastor e depois optou por essa vida”, acrescentou, se referindo à religião e à homossexualidade do irmão.