Pernambuco: MPT e PRF realizam ação de conscientização sobre trabalho escravo

365

Uma campanha de conscientização sobre o trabalho escravo foi realizada no Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (CEASA), localizado no bairro do Curado, na Zona Oeste do Recife, na manhã desta quinta-feira (25). A ação foi uma iniciativa da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Ministério Público do Trabalho (MPT).

O crime de trabalho escravo ocorre quando as pessoas são submetidas a trabalhos forçados ou jornada exaustiva, situações degradantes de trabalho ou dificultando sua locomoção em razão de dívida contraída com o empregador. Quem pratica este crime está sujeito a uma pena de dois a oito anos de reclusão, e multa, além da pena correspondente à violência praticada.

Antes de aceitar propostas de trabalho, recomenda-se que as pessoas busquem o máximo de informações sobre o empregador, se as condições e o local de trabalho são adequados, bem como qual a carga horária e o salário oferecido. Em caso de denúncia, o trabalhador pode ligar para o Disque 100 ou entrar em contato com o Ministério Público do Trabalho, através do site. No campo “Serviços”, há uma área destinada à coleta de denúncias.

Deixe seu Comentário!

Anuncie