Polícia Federal (PF) deflagrou a 2ª fase da Operação Outline nesta sexta-feira (8). A operação é ligada às suspeitas de desvios de recursos destinados à obra de requalificação da BR-101. A ação ocorre em Serra TalhadaRecifePaulista e Brasília, no Distrito Federal.

Participaram da operação cerca de 40 policiais, que cumpriram nove mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão temporária, expedidos pela Justiça Federal do Recife.

Um dos alvos da operação é o deputado Sebastião Oliveira, o qual foi alvo de mandados de busca e apreensão em residências no Recife e em Brasília.

De acordo com a PF, as suspeitas são de práticas de organização criminosa, corrupção e lavagem de dinheiro no Departamento de Estradas e Rodagens e a antiga Secretaria de Transportes de Pernambuco. Segundo a investigação, a obra estaria sendo feita com materiais de baixa qualidade.

Em novembro do ano passado ocorreu a 1ª fase da operação e foram apreendidos documentos e mídias digitais.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, foi decretado o sequestro de imóveis que pertenceriam a investigados em Recife e Gravatá.

“O valor total do contrato firmado para execução da obra citada supera a cifra de R$ 190 milhões, e a maior parte dos recursos é oriunda de repasse do Governo Federal para o Estado de Pernambuco, sob a gestão do Departamento de Estradas e Rodagens de Pernambuco”, explica a PF.