Polícia divulga imagens de assaltos a ônibus no Recife e pede ajuda para identificar criminosos

135

A Polícia Civil de Pernambuco divulgou, nesta quinta-feira (22), imagens de três assaltos a ônibus ocorridos no último mês de fevereiro nos bairros de Dois Unidos, Mangabeira e Passarinho, todos na Zona Norte do Recife. O delegado Thiago Uchoa, da Delegacia de Apipucos, pede para que a população ajude na identificação dos criminosos. Para isso, foi criada uma página (AIS 5 de Olho no Crime) para receber as denúncias anônimas e auxiliar investigações.

De acordo com Thiago Uchoa, o assalto em Dois Unidos ocorreu no dia 1º de fevereiro, às 21h30. Dois homens, usando boné, participaram do crime. Na Mangabeira, a investida aconteceu no dia 4 de fevereiro, às 6h, na avenida Norte. Dois homens usando chapéu e uma mulher que usava uma mochila participaram do assalto. No bairro de Passarinho, o assalto a ônibus foi realizado no dia 11 de fevereiro, às 17h30. Três homens – um deles usava um boné branco – realizaram o assalto. Os criminosos levaram dinheiro do caixa e das vítimas, além de aparelhos celulares, relógios e outros pertences.

Segundo o delegado, as ações para coibir os crimes nos coletivos são realizadas por meio de uma força tarefa da Delegacia de Apipucos. “Nos últimos meses, foram várias prisões realizadas pelas polícias Civil e Militar. Comparado ao ano anterior, houve uma redução de 76% de crimes somente neste mês de março. Se a gente comparar com 2017, também houve redução nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, com 65% e 38% de diminuição, respectivamente”, comentou o delegado.

O delegado pede para que quem tiver informações sobre os criminosos que assaltaram os coletivos entre em contato com o Disque Denúncia por meio do número 3421-9595 ou pela página. Uchoa informou que o anonimato é garantido em qualquer uma das formas de denúncia.

Página para denúncia

A página AIS 5 De Olho no Crime foi criada para aproximar a comunidade da polícia. Com foco nas delegacias de Casa Amarela, Alto do Pascoal, Vasco da Gama e Macaxeira, a comunidade também pode denunciar crimes de outras áreas do Estado. Quem tiver interesse em denunciar anonimamente alguém deve responder  perguntas que irão auxiliar nas investigações.

“São muitas perguntas e pedimos o máximo de detalhes”, comentou o delegado Thiago Uchoa, que alertou que a denúncia no site não substitui o registro de um Boletim de Ocorrência. “Também é importante lembrar que, em caso de emergência, a discagem para o número 190 será fundamental”, assegurou o investigador.

Deixe seu Comentário!

Anuncie