Polícia Federal em Alagoas deflagrou na manhã desta quarta-feira (14) a Operação Seguro-Mamata, que investiga uma organização criminosa suspeita ser atuar, desde 2016, em fraudes ao Seguro-Desemprego em Pernambuco, Alagoas Sergipe e São Paulo. Os prejuízos causados pelo esquema chegam a quase R$ 12 milhões.

De acordo com a PF, o inquérito foi instaurado há cerca de um ano e meio. Foram identificados vínculos empregatícios com empresas fantasmas e empregadores individuais inexistentes para criar direito ao seguro-desemprego.

Na operação, intitulada “Seguro-Mamata“, foram expedidos pela Justiça Federal em Alagoas 40 mandados de busca e apreensão. Os mandados foram cumpridos nos municípios de Alagoas, Pernambuco, Sergipe e São Paulo. 16 servidores públicos tiveram afastamento cautelar.