Polícia Federal (PF) deflagrou a Operação “Frígia” nesta terça-feira (27) no Sertão Pernambucano. O objetivo da ação é combater uma organização criminosa suspeita de envolvimento com garimpo ilegal.

De acordo com a PF, estão sendo cumpridos 13 mandados de busca e apreensão e dez mandados de prisão, sendo três destes em desfavor de policiais militares e outro contra um vice-prefeito que dava suporte aos suspeitos, além do afastamento das funções de um policial federal. Também foi constatado que alguns pagamentos pelos serviços realizados em favor do garimpo eram feitos usando verbas da Prefeitura Municipal de Serrita.

Atividade dos suspeitos

Ainda segundo a PF, a atividade dos suspeitos era extração de minérios em terrenos públicos e particulares na Zona Rural de Verdejante com o objetivo de comercializar o ouro. De acordo com a corporação, o dinheiro da venda era colocado em circulação com aparência de legalidade.

As medidas são cumpridas nos endereços dos suspeitos, em Serrita e em São José do Belmonte; em Igarassu, na Região Metropolitana do Recife; e em duas cidades do Ceará, Juazeiro do Norte e Jardim.

Segundo a polícia, há indícios de que os suspeitos integram a Organização Criminosa, envolvendo agentes públicos e particulares, financiadores, refinadores de minério e receptadores.