O Recife anunciou, nesta quarta-feira (28), que vai reagendar todas as pessoas que estavam marcadas para receber a segunda dose da CoronaVac, vacina produzida pelo Instituto Butantan, entre a quinta-feira (29) e 9 de maio para datas a partir de 10 de maio.

“Seguindo a recomendação 457 do Ministério da Saúde, que reconheceu publicamente o seu erro em liberar três remessas da vacina CoronaVac para serem utilizadas exclusivamente como primeira dose, a prefeitura do Recife vai remarcar a segunda dose da vacina CoronaVac que estavam agendadas do dia 29 de abril e 9 de maio”, afirmou a secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque.

A Secretaria de Saúde de Pernambuco afirmou que o déficit é de 126 mil doses de CoronaVac em todo o estado e a orientação dada, na segunda (26), foi para os municípios que ainda tinham estoques do imunizante do Butatan priorizassem a conclusão do esquema vacinal. A prefeitura do Recife não informou quantas pessoas deveriam ser imunizadas nesse período.

Em nota, a prefeitura apontou que o Ministério da Saúde tinha garantido que “os novos envios do imunizante seriam constantes, o que não ocorreu e provocou a escassez da Coronavac para segunda dose”.

Com isso, quem iria tomar a segunda dose de CoronaVac na quinta-feira (29) deve ser reagendado automaticamente, através do Conecta Recife, para o dia 10 de abril. Os que estavam agendados para a sexta-feira (30), para o dia 11 – e assim sucessivamente, segundo a secretária.

“Essa marcação será automática para o mesmo local e o mesmo horário. A gente reforça que não há a necessidade das pessoas que iriam tomar a segunda dose da Coronavac nestes dias procurarem os centros de vacinação. Isto será feito automaticamente”, reafirmou Luciana Albuquerque.

As pessoas agendadas devem ser informadas por mensagem no celular, WhatsApp e no e-mail cadastrados no aplicativo ou pelo site, afirmou a prefeitura. A capita reforçou que a segunda dose deve ser aplicada independente da data da aplicação da primeira.