Próximas horas serão decisivas para banhista mordido por tubarão

39

As próximas horas serão definitivas para a evolução do quadro clínico do banhista atacado por um tubarão na tarde do último domingo (15) na praia de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes. Natural da cidade de Parnamirim, na Região Metropolitana de Natal, no Rio Grande do Norte, Pablo Diego Inácio de Melo, de 34 anos, está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e apresenta um quadro um pouco mais estável. A situação, no entanto, é gravíssima.

De acordo com o diretor geral do Hospital da Restauração (HR), Miguel Arcanjo, o respirador foi retirado e o paciente agora respira com a ajuda de uma máscara. “Está estável, mas ainda é muito grave em virtude das lesões apresentadas pelo trauma. Ele corre risco de morte, mas está tendo todos os cuidados necessários de uma equipe multidisciplinar”, disse o diretor geral.

Caberá ao Instituto Médico Legal (IML) e ao Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit), como de praxe, confirmar o incidente com tubarão. Apenas depois disto, o caso poderá entrar nas estatísticas. A espécie também deverá ser apontada no laudo do IML.

O potiguar teve o que é chamado de choque hipovolêmico, quando ocorre uma grande queda no volume sanguíneo no corpo. “Ele perdeu muito sangue durante o acidente e chegou ao hospital extremamente grave. Chegou a ter uma parada cardíaca, foi reanimado e levado ao bloco cirúrgico de imediato” acrescentou Miguel Arcanjo.

Pablo foi operado pela traumatologia e cirurgia vascular, onde foi submetido a uma amputação traumática da perna direita na altura do joelho. “Ele passou por uma revascularização nos dois membros superiores e agora vai ser acompanhado de hora em hora”, completou o diretor geral.