Um incremento no número de casos da Covid-19 em Pernambuco está sendo esperado para os próximos dias, pelo menos essa é a perspectiva do secretário de Saúde do Estado, André Longo, ao fazer um apelo durante coletiva realizada nesta quinta-feira (2) sobre a pandemia do novo coronavírus. Para ele pode ser decisiva a primeira quinzena de abril, para observar os reflexos nos dias finais do mesmo mês.

“O apelo é para que o isolamento se mantenha assim como as demais medidas recomendadas, entre elas a de higiene das mãos, tem que ser feito à população. Nesse momento ficar em casa é a maior contribuição, porque os próximos 15 dias podem ser decisivos para os dias finais de abril. Um incremento da aceleração do número de casos em Pernambuco é esperado e a ideia é retardar a curva de crescimento. “, alerta o secretário.

De acordo com números recentes divulgados nesta quinta-feira (2) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), Pernambuco registrou 11 novos casos da Covid-19, contabilizando 106 ocorrências e mais um óbito foi confirmado, subindo para nove mortes. A mais recente foi de uma mulher de 37 anos, internada em um hospital particular do Recife, a primeira perda de uma pessoa abaixo dos 60 anos no Estado.

Para Jailson Corrêa, secretário de Saúde do Recife, quando se compara a curva que havia sido projetada para o dia de hoje, Pernambuco está abaixo do que se havia pensado em relação ao número de óbitos e de casos novos, ou seja, de acordo com o gestor da pasta “o Estado está ganhando tempo pelo isolamento social que foi abraçado pela população”, fato que é favorável para planejamento e produção de novos leitos.

“Se compararmos com outros estados, do Nordeste inclusive, o incremento no número de casos lá fora é maior. Não estamos livres disso, na próxima semana devemos ter um aumento, mas acho que temos evidências de que o isolamento social que Pernambuco adotou tem sido fundamental nesse enfrentamento”, completa.