Quadrilha envolvida com tráfico, furtos e venda de armas é desarticulada

93

Uma quadrilha envolvida em tráfico de drogas, associação para o tráfico, comércio ilegal de arma de fogo e furto qualificado, com ações em Gravatá, no Agreste de Pernambuco, e na capital Recife é o alvo da Operação Miritiba, deflagrada pela Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) na manhã desta sexta-feira (5).

Foram cumpridos seis mandados de prisão preventiva e sete mandados de busca e apreensão domiciliar, todos expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Paudalho. Os presos e o material apreendido foram levados para a sede do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), no bairro de Afogados, na Zona Oeste do Recife.

“A operação foi muito exitosa. Prendemos todos os integrantes dessa associação criminosa na manhã desta sexta. Durante a investigação, apreendemos um quilo de crack”, detalhou o chefe da Polícia Civil, o delegado Joselito Kerhle do Amaral. As investigações, que contaram com o trabalho de 50 policiais civis e tiveram início há quatro meses, identificaram o envolvimento do grupo com roubos a grande lojas.

“Entre os crimes cometidos, a subtração de bens de um grande magazine do Brasil. Fizeram três ações só nessa loja de departamentos, em Gravatá, em Paudalho e no Recife. Outros estabelecimentos comerciais também foram alvo dessa quadrilha. Esperamos que com os depoimentos, eles nos auxiliem nas investigações”, completou Joselito.

O grupo também tinha participação em homicídios consumados e tentados, entre eles um duplo assassinato ocorrido em 13 de outubro de 2017 no bairro do Jordão, na Zona Oeste do Recife. A coordenação da operação é da Diretoria Integrada Especializada (Diresp), com supervisão da Chefia de Polícia.