Segunda-feira de protestos em Gravatá: Confira os principais no dia de Hoje

1869

A segunda-feira em Gravatá foi de protestos envolvendo uma empresa privada e consumidores, além da Classe de Mototaxistas cobrando mais segurança do Governo do Estado.

Pela Manhã, vários consumidores da CELPE estiveram na unidade de atendimento onde realizaram um protesto cobrando soluções por parte da empresa. Segundo os consumidores, desde que a a empresa cancelou contrato com a Caixa Econômica Federal (empresa que recebia pagamento de contas de energia), a CELPE não deu mais opções de pagamento, e com isso, muitas contas estão deixando de serem pagas, e outras pagas com atraso.

Ainda segundo os consumidores, a conta está chegando com valores abusivos, não compatíveis com os equipamentos contidos nas residências.

Após o protesto na CELPE, um crime de morte chamou a atenção dos moradores de Gravatá. Um mototaxista foi vítima de uma tentativa de assalto e acabou sendo assassinado. O caso revoltou a classe dos mototaxistas que realizaram um protesto fechando a principal rua de acesso ao centro da cidade.

Foto: Júnior Luis
Foto: Júnior Luis

O prefeito de Gravatá, Joaquim Neto se solidarizou com a classe e deu seu total apoio. Os mototaxistas andaram pelas principais ruas da cidade, cobrando mais segurança do Governo do Estado.

Ainda segundo informações, a classe após o suputamento do mototaxista que acontecerá as 10 da manhã, na Funerária Batista, próximo ao Hospital Dr. Paulo da Veiga Pessoa, sairá novamente as ruas e pretendem fechar a BR-232 cobrando mais segurança do Estado.

A notícia dos protestos na cidade repercutiu em todo estado.

Deixe seu Comentário!