Semáforos do Recife privilegiarão ônibus

77

Os semáforos do Recife darão prioridade ao transporte público. Uma tecnologia será implantada na Capital pela primeira vez após disponibilização de minuta de lei do Plano Diretor da Cidade, ainda em 2018. De acordo com o diretor do Instituto da Cidade Pelópidas Silveira e responsável pelo Plano de Mobilidade inserido no Plano Diretor, Sideney Schreiner, são várias as formas de levar os semáforos a priorizar os ônibus. É a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) que deve analisar e decidir qual será a do Recife. “A mais comum e, provavelmente mais viável, é a que venho estudando, aplicada no Japão. Os veículos e os semáforos ficam interligados por um sistema automático que detecta atrasos. Ele sabe onde o ônibus está e sabe onde ele deveria estar. Assim, vai deixando os semáforos verdes até que eles ganhem tempo e não estejam mais atrasados. Aí, tudo se normaliza”, explicou o pós-doutor em Transporte e Logística.

A priorização é uma forma que o plano encontrou para tentar levar as pessoas que utilizam apenas carros a se interessarem pelo transporte público. “É o primeiro plano a abertamente restringir e desestimular carros e motos”, comentou o secretário de Planejamento Urbano da Capital, Antônio Alexandre, em debate com engenheiros e arquitetos no auditório do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA), na última terça-feira. Para sugerir a migração dos usuários de transporte individual para o coletivo, a melhoria deste último é fundamental.

“Esse é mais um mecanismo para atrair as pessoas para o transporte público. Qualquer ação que o melhore, como fazem as faixas azuis, são positivas para o sistema como um todo”, disse a presidente da CTTU, Taciana Ferreira. “Estando no Plano de Mobilidade, sabemos que ocorrerá. Mas há outras diretrizes, como a necessidade de termos ônibus biarticulados, elétricos e com ar-condicionado, que dependem do Grande Recife Consórcio. Sabemos que há um impacto financeiro e que isso acaba sendo sentido na tarifa. Então, tudo isso tem que ser planejado”, explicou Schreiner.

De acordo com o mestrado de Francisco Moraes em Engenharia de Transporte na Universidade Federal do Ceará, o conceito de antecipar e/ou ajustar a programação dos semáforos para favorecer os veículos de transporte coletivo foi realizada pela primeira vez em 1962, em Washington, D.C., capital dos Estados Unidos. “As defasagens dos semáforos em uma rede arterial foram ajustadas para favorecer as baixas velocidades dos ônibus.”

Deixe seu Comentário!

Assine agora mesmo nosso grupo no WhatsApp e seja o primeiro e saber de tudo!

ASSINAR GRUPO VIP GRÁTIS
Anuncie