“Tenho mais medo do parto do que do Enem”, diz candidata grávida após prova no Recife

137

O tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2017, sobre os desafios educacionais para surdos no país, surpreendeu candidatos no Recife. Enquanto alguns esperavam temas mais voltados para a política, outros aprovaram a temática e se sentem confiantes quanto ao desempenho na redação, como é o caso da estudante Daiana Maria Santos, que está no oitavo mês de gestação e fez a prova em uma universidade privada na área central da capital pernambucana neste domingo (5).

Gostei muito da prova de uma maneira geral. Tenho mais medo do parto do que do Enem“, brincou a estudante, que afirmou ter se sentido à vontade com o tema da redação deste ano. Daiana, que tenta uma vaga no curso de pedagogia, estudou através de aulas na internet e considerou o tema justo e fácil de ser abordado no texto.

Segundo ela, as necessidades da gestação foram respeitadas pelos fiscais de prova. “Pude ir ao banheiro e ficar em pé durante alguns momentos. Ícaro chutou bastante, mas ‘conversei’ com ele e deu tudo certo“, disse a candidata, que fez o Enem na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), no bairro da Boa Vista.

O primeiro candidato a deixar o Bloco G da Unicap, um dos locais em que o Enem 2017 foi aplicado no Centro do Recife, foi o estudante Anderson Silva, que não se sentiu à vontade para discorrer sobre o tema da redação. “Por causa do momento que a gente vive hoje, eu esperava um tema mais político“, ressaltou.

Usando o mesmo argumento, a estudante Walesca Almeida também esperava outro tema, mas afirmou ter se saído bem. “Achei o tema bem diferente dos outros já aplicados em outras provas, mas eu estudei isso em algumas situações e deu para fazer um bom texto“, contou a candidata, que deseja ser engenheira civil.

Deixe seu Comentário!

Anuncie