Tubulação de adutora de Jucazinho rompe e água atinge casas em Caruaru

72

O rompimento de uma tubulação da adutora de Jucazinho provocou transtorno para moradores em Caruaru, Agreste de Pernambuco, na manhã desta terça-feira (2). a rua Doze casas localizadas na rua Everaldo Cordeiro de Souza, no bairro de Cidade Jardim, foram atingidas. Segundo a Companhia Pernambucana de Saneamento, o cano faz a ligação de com a Estação de Tratamento de Água (ETA) do Salgado.

A Compesa afirmou que já retirou a água suja dessas doze residências e que realizou levantamento para avaliar prejuízos e providenciar a indenização dos moradores. “Estamos dando apoio total às famílias atingidas”, explicou o gerente de unidade de negócios da Compesa em Caruaru, Mário Heitor Filho, ao DE OLHO EM PERNAMBUCO.

A tubulação danificada trabalha com vazão de 100 litros por segundo. Isso explica a força da água. A companhia desligou de imediato o sistema e deu início aos procedimentos para estancar o vazamento. A obra de ajuste está prevista para ser concluída na madrugada de terça (2) para quarta (3).

A barragem de Jucazinho, localizada em Bezerros, também no Agreste, é o terceiro maior reservatório do Estado, com capacidade para 327 milhões de metros cúbicos de água e entrou em colapso em 27 de setembro do ano passado.

Risco de rompimento
A barragem integra uma lista de obras com estruturas físicas comprometidas em diagnóstico divulgado no relatório anual da Agência Nacional de Águas (ANA), que aponta 25 barragens no País em péssimas condições e com risco de rompimento.

Jucazinho apresenta fissuras e deterioração no concreto. Sem operar devido à escassez hídrica, o sistema abastecia algumas cidades da região, entre elas Santa Cruz do Capibaribe, Riacho das Almas, Cumaru e Gravatá.