Vídeo mostra vigilante e padastro discutindo antes do crime em Bezerros, no Agreste

160
Foto: (Reprodução/TV Jornal Interior)

A Polícia Civil acredita que a motivação para um vigilante ter matado o padrasto em Bezerros, no Agreste pernambucano, no dia 23 de maio, pode ter sido passional, após desentendimentos familiares. Imagens de câmeras de segurança foram divulgadas e mostram os envolvidos brigando na frente da residência do suspeito antes do crime.

Nas primeiras imagens, é possível ver a vítima com as mãos para cima. Depois, ele e o enteado discutem. A mulher do enteado também aparece discutindo com a vítima. Na segunda filmagem, é possível ver a vítima chegando à noite na casa do vigilante com um saco na cabeça e, em seguida, ele corta a eletricidade. Segundo o delegado Ighor Nogueira, o homem pretendia colocar fogo na casa do suspeito, mas confessou para um amigo que desistiu por pensar que poderia haver uma criança dentro de casa.

Ainda de acordo com o delegado, inicialmente se acreditava que a motivação do crime poderia ter sido por dinheiro, mas após a análise dos vídeos das câmeras de segurança, acredita-se que o crime pode ter sido motivado passional e por desentendimentos familiares: “Houve uma denúncia de que a própria vítima estava dando em cima da mulher do suspeito. Foi iniciado um conflito familiar. A vítima foi até a casa do autor [do crime], xingou o autor e xingou a esposa dele usando palavras de baixo calão. Ele insinuava estar armado,” explicou o delegado em entrevista.